26-JUNHO-2020
AS SUPERTAÇA(S)
MAIS DESEJADAS

Os condicionamentos provocados pelos efeitos nefastos da pandemia de Covid-19, sobretudo no que diz respeito à ausência de competição e às consequências desportivas e financeiras que daí advêm, tornam as Supertaças 2020 de masculinos e de femininos ainda mais aguardadas, tanto pelos os clubes como pelos adeptos.

Tendo em consideração que os campeonatos nacionais de 2019/2020 não chegaram ao fim – assim como a Taça de Portugal de masculinos – a Supertaça de 2020 terá um figurino diferente.

Em masculinos, SL Benfica, Sporting CP, AJ Fonte do Bastardo, SC Espinho, AA S. Mamede e Leixões SC são as seis equipas que irão disputar a Supertaça 2020.
As equipas serão divididas em duas séries de três equipas cada e distribuídas em sistema de serpentina, de acordo com a classificação obtida no momento da interrupção do Campeonato 2019/2020.
Esta edição da Supertaça será disputada em dois fins-de-semana, em campo neutro e em data a definir, mas, em princípio, no mês de Setembro.
No primeiro fim-de-semana, será apurada a classificação respeitante a cada série para, no segundo fim-de-semana, ser encontrado o vencedor da Supertaça.

Em 2019, o SL Benfica venceu (3-0: 25-14, 25-18 e 25-22) a AJ Fonte do Bastardo e ergueu a Supertaça Honda, disputada no Pavilhão do Complexo Municipal dos Desportos «Cidade de Almada» e que contou com a arbitragem de Hélio Ormonde (AV São Miguel) e Pedro Pinto (AV Porto). Ver estatística aqui 

A Supertaça 2020 de seniores femininos será disputada por Clube Kairós, AVC Famalicão, Porto Volei 2014 e AJM/FC Porto.
A competição será realizada em dois fins-de-semana, em campo neutro e em data a definir.

De acordo com o sorteio a realizar, o Clube Kairós, o AVC Famalicão e o Porto Volei 2014 jogarão no primeiro fim-de-semana, todos contra todos a uma volta para apurar quem disputará, no segundo fim-de-semana, a Supertaça com o AJM/FC Porto, vencedor da Taça de Portugal.

Em 2019, a AJM/FC Porto conquistou a sua primeira Supertaça ao superar, em Vila Flor, o Leixões SC, então tricampeão nacional em título, por 3-2 (27-29, 23-25, 25-17, 25-16 e 15-6). Ver estatística do jogo aqui

Mais informações aqui 

 
PARTILHA ESTE ARTIGO NAS REDES SOCIAIS