21-MAIO-2020
«UM APITO COM...» JOSÉ CASANOVA

O português José Casanova, Secretário da Comissão de Arbitragem e Leis de Jogo da Federação Internacional de Voleibol (FIVB), com a responsabilidade de coordenar a arbitragem do Voleibol de Praia na FIVB, é o terceiro convidado do ciclo de videoconferências denominado «Um Apito com…», organizado pelo Conselho de Arbitragem da FPV, que vai ter lugar na próxima segunda-feira, dia 25 de Maio, pelas 21h30.

Depois das primeiras sessões com a sérvia Zorica Bjelic e a espanhola Susana Rodriguez, é a vez do primeiro convidado lusitano numa sessão dedicada exclusivamente ao Voleibol de Praia e logo com um nome referencial: o madeirense José Casanova, ex-árbitro internacional de Voleibol e de Voleibol de Praia, que exerce as funções de Delegado de Arbitragem da FIVB desde 1996, tendo estado presente em mais de 150 torneios do World Tour, (incluindo 11 Campeonatos do Mundo) e integrado o Comité de Controlo da FIVB nas últimas 5 edições dos Jogos Olímpicos, estando também nomeado para os Jogos Olímpicos de Tóquio.

Assim sendo, "esta será mais uma excelente oportunidade proporcionada pelo Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Voleibol, principalmente aos árbitros portugueses internacionais e de nível III de Voleibol de Praia, para aproveitarem este tempo de ausência de competição e a necessidade de #FiqueEmCasa, para assistirem a mais uma sessão de qualidade inegável e com algumas novidades", aqui adiantadas pelo seu Presidente, Avelino Azevedo:
Denominada «A arbitragem de excelência» no Voleibol de Praia, o objectivo desta videoconferência será a de explicar o caminho que um árbitro de Voleibol de Praia tem de percorrer até chegar ao topo da carreira internacional, para a seguir ouvirmos o que que é para José Casanova um árbitro de excelência. Com o currículo e a experiência de quem lidera, a nível mundial, a arbitragem na variante de praia, julgo que esta será mais um momento alto deste ciclo de conferências, que já tem pedidos de participação a nível internacional, mas que nesta primeira fase de implementação serão, conforme foram convencionadas, restritas aos árbitros portugueses”.

Esta terceira sessão também inclui uma segunda parte para observação de Casos de Jogo.
Vamos continuar a aproveitar estes eventos para uma dinâmica formativa com os árbitros presentes e proporcionar a discussão de alguns casos de jogo de Voleibol de Praia, através do visionamento de alguns vídeos. Para esta sessão, convidámos os quatro internacionais portugueses de praia, Maria Michelle Ferreira, Sandra Deveza, Sérgio Pereira e Rui Carvalho, para nos apresentarem um caso de jogo, gerador de uma troca de opiniões sobre os princípios que devem presidir à interpretação deste tipo de casos”, conclui.

As videoconferências acontecem na sequência de um inquérito feito a todos os árbitros portugueses sobre o momento da arbitragem portuguesa e as temáticas que gostariam de ver abordadas em videoconferências sobre a sua área, tendo sido planeadas em articulação com Departamento de Formação da Federação Portuguesa de Voleibol, para decorrerem durante os meses de Maio e Junho.
Este conjunto de iniciativas visa ainda melhorar todos os pressupostos para elevar a arbitragem nacional a um patamar mais elevado nas próximas temporadas, contribuindo assim, de uma maneira construtiva e pedagógica, para a melhoria e o desenvolvimento do Voleibol e do Voleibol de Praia em Portugal.

 
PARTILHA ESTE ARTIGO NAS REDES SOCIAIS