05-MAIO-2020
JULIANA ANTUNES: "CRESCI
NO VOLEIBOL E COM O VOLEIBO
L"

Juliana Antunes tem um currículo desportivo que fala por si: com dezenas de internacionalizações pela Selecção Nacional de Seniores Femininos, nos últimos anos a atleta matosinhense foi «só» tricampeã nacional pelo Leixões SC, ergueu a Supertaça 2019 e a Taça de Portugal de 2020 pela AJM/FC Porto, no Voleibol indoor, tendo-se sagrado ainda campeã nacional pela oitava vez* no Voleibol de Praia em 2019.

Viveste o confinamento com muito treino físico (visível nas redes sociais); como vês o levantamento do estado de emergência e um possível, embora gradual, regresso à normalidade?
Sim, tenho treinado bastante. Apesar deste confinamento, tentei não perder alguns índices físicos e promover a saúde. Tentei não mudar rotinas, ajustando o trabalho à nossa nova realidade. Vejo o levantamento do estado de emergência com muita precaução, porque não sei como a população em geral vai comportar-se e que implicações iremos ter com este novo estado. Contudo, vejo esperança, acima de tudo. Sabemos mais sobre o vírus, as medidas que estão a ser tomadas não são de ânimo leve e acredito que a "normalidade" vai ter uma nova definição”.

Como atleta, que comentário te merecem as medidas da FPV, CEV e FIVB no cancelamento ou adiamento das competições?
Achei que foram exímios na prevenção e cuidado dos seus atletas. Anteciparam vários cenários, evitando a nossa exposição. Acima de tudo, está a integridade e saúde de todos. O mais importante agora é ultrapassarmos esta pandemia”.

Quais as tuas expectativas relativamente ao futuro mais próximo, a nível pessoal e desportivo?
As de sempre. Acho que todos nós iremos ter que fazer algumas adaptações, pois esta nova realidade não nos permite executar tarefas como anteriormente, mas acredito que iremos ultrapassar esta pandemia”.

Oito títulos de campeã nacional de Voleibol de Praia, mais um título de campeã europeia universitária (2013) nesta variante... Podemos dizer que o Voleibol de Praia é a tua paixão?
O Voleibol é a minha paixão, é a minha vida! Cresci no Voleibol e com o Voleibol.
O Voleibol de Praia é algo que me fascina, não só pelo jogo em si, mas tudo o que o envolve. Adoro o sistema de jogo e as variantes de estratégia que podem ser aplicadas, assim como a especificidade técnica de cada atleta e as tomadas de decisão
”.

"Quero continuar a aprender
e ser melhor todos os dias"

A relação com os teus irmãos, que também jogam Voleibol, Ivo Casas (SL Benfica) e José Casas (Leixões SC), é de «salutar concorrência» em termos de títulos/vitórias?
Nós temos uma relação fantástica, apoiamo-nos bastante. Estamos os três em patamares diferentes, com diferenças de idades acentuadas e experiências variadas. O Ivo está destacado por estar no patamar do profissionalismo e alcançar constantemente níveis de excelência incríveis e, até, em competições de renome mundial. É um orgulho e exemplo para mim e para o Zé. Falamos muito sobre Voleibol, discutimos várias ideias e apoiamo-nos sempre uns nos outros. Vivemos as vitórias e derrotas uns dos outros de igual forma, festejamos e sofremos uns pelos outros”.

Desportivamente, ainda tens sonhos para realizar?
Sim, sempre. Senão não faria sentido continuar a praticar. Gosto muito da competição, mas é o processo de treino que mais me cativa. Quero continuar a aprender e ser melhor todos os dias. Quero superar-me para conseguir alcançar mais vezes o nível de excelência. E como acredito no trabalho, vou continuar a tentar fazê-lo”.

*Títulos nos campeonatos nacionais de duplas de Voleibol de Praia
Juliana Antunes / Tânia Oliveira: 2019, 2017, 2016 e 2015
Juliana Rosas / Ana Freches: 2013, 2011 e 2010
Juliana Antunes / Francisca Esteves: 2008

Ver vencedores e pódios aqui

 
PARTILHA ESTE ARTIGO NAS REDES SOCIAIS