07-MARÇO-2020
CLUBE K E AJM/FC PORTO NA FINAL
DA TAÇA DE PORTUGAL 2020
 


Foto: Óscar Pinto

A Final da Taça de Portugal - seniores femininos disputa-se amanhã, «Dia Internacional da Mulher», pelas 15h00, no Pavilhão Desportivo Municipal de Santo Tirso, e coloca frente a frente as equipas do Clube Kairós, e da AJM/FC Porto.

AVC Famalicão x AJM/FC Porto, 0-3 (20-25, 23-25 e 24-26)

1.º Set
Dois serviços de Thaís Saraiva deram uma vantagem inicial às famalicenses (4-3), mas a AJM/FC Porto pressionou, sobretudo no ataque, e saltou para a liderança do marcador (8-4).
Um serviço de Viviane Isidoro aumentou a distância (14-9) e obrigou Vítor Oliveira a reunir com as suas jogadoras.
Novo «ás» da número 6 da AJM/FC Porto teve uma resposta à altura por Thais Saraiva (11-15).
Um ataque de Victória Pinto fez o 18-12 e praticamente sentenciou o desfecho do parcial, que teria a chancela da oposta Beatriz Santos: 25-20.

2.º Set
Com Viviane a servir e Tãnia Oliveira a fechar o ponto no ataque, a AJM/FC Porto chegou rapidamente a uma vantagem de quatro pontos (5-1, 7-3). Estava dado o mote para um domínio em quase todos os fundamentos (13-6, 16-9, 19-13).
Contudo, a reacção do AVC Famalicão foi fulminante e causou calafrios ao seu adversário(22-21, num ataque de Margarida Reis), empolgando o público.
Num final dramático, Bea Santos voltou a conseguir concretizar a vitória: 25-23.

3.º Set
Três blocos consecutivos deram vantagem às famalicenses (5-3). Um serviço directo de Ana paula Frare dilatou a vantagem (10-7). As portistas reagiram e, com um ataque da sua capitã, Juliana Antunes, conseguiram a igualdade (10-10).
Um bloco possibilitou novamente o salto para a liderança do marcador (14-13).
O equilíbrio no marcador prolongou-se no tempo (21-21).
Bea voltou a selar novamente o triunfo: 26-24 e a qualificação para a final.

Aline Timm, com 14 pontos (6 blocos), foi a melj«hor pontuadora do jogo, seguida de Victória Alves, com 12 pontos.

No final do jogo com o CD Aves/Termolan, Rui Moreira, Treinador da AJM/FC Porto salientou:
"É inequívoco: temos mais opções sem perder o nosso nível de jogo. Temos um colectivo muito forte.
Amanhã é um jogo diferente. O Clube K tem uma equipa muito experiente e tem menos argumentos defensivos, mas mais ofensivos e vai obrigar-nos a novas estratégias e a uma outra abordagem ao jogo.
Esperamos um jogo muito difícil, tal como os jogos que fizemos para o Campeonato Nacional com este mesmo adversário. Estamos cientes disso, mas viemos aqui para levar a Taça e as jogadoras estão ansiosas por jogar a final
".


Foto: Óscar Pinto

CD Aves/Termolan x Clube Kairós, 1-3 (25-22, 23-25, 12-25 e 13-25)

1.º Set
As açorianas entraram da melhor forma no jogo, servindo e atacando com agressividade, aproveitando assim o nervosismo inicial das avenses (6-1).
Manuel Barbosa reuniu com as suas pupilas e o CD Aves encurtou a distância pontual (7-10), com um serviço directo de Cláudia Guevara.
Novo serviço directo, este da capitã Jéssica Miranda, manteve a diferença (11-14).
Paulo Barreto tocou a reunir quando a sua equipa vencia por um curto 15-13, mas o CD Aves não perdeu o ímpeto... e chegou à igualdade (17-17), com um serviço da distribuidora Melissa Ortega.
À entrada para a recta final do parcial, o CD Aves passou para a frente pela primeira vez (22-21), obrigando Paulo Barreto a chamar as suas jogadoras. Debalde, já que Jéssica, com um ataque, colocou as avenses a um ponto do fecho e Jady Gerott selou o triunfo: 25-22.

2.º Set
Os serviços colocados de Jéssica continuaram a causar problemas às açorianas (5-1), mas o Clube K, paulatinamente, foi recuperando terreno e igualou (5-5) com um bloco de Kátia Oliveira. Contudo, dois ataques para fora deram novamente vantagem ao CD Aves (11-8).
Um serviço de Jéssica Miranda e um ataque rápido de Jady Gerotto empolgaram o muito público afecto às avenses (17-14).
A capitã Luna Gomes e Kátia Oliveira tentavam remar contra a maré (18-19) e obrigaram Manuel Barbosa a um pedido de tempo para reestruturar a defesa alta das avenses.
A conversa surtiu efeito e Jady, com um bloco, aumentou a distância para dois pontos (20-18).
Um serviço de Nicole Silva deixou tudo em aberto (20-20), um «ás» de Kátia fez o Clube K passar para a frente (22-21)... e rumar ao triunfo por 25-23.

3.º Set
Moralizado com a recuperação e motivado pelo triunfo, o clube dos Açores entrou de rompante no terceiro set: 10-5, com um ataque de Nicole Silva.
A equipa de paulo Barreto dominava as operações e somava pontos atrás de pontos no ataque (16-8), no serviço (18-9) e no bloco (20-9). Coube a Kátia Oliveira selar a vitória por 25-12.

4.º Set
Um serviço de Nicole Silva e um bloco de Kátia Oliveira impulsionaram o Clube K (8-3), que ensivelmente a meio do parcial já vencia pelo dobro dos pontos do seu adversário (12-6). Três serviços de Luciana Bezerra avolumaram a diferença (19-7) e deram a confiança necessária para selar o triunfo no jogo (25-13) e a passagem à final.

As jogadoras do Clube K Kátia Oliveira e Luana Gomes, respectivamente com 21 e 19 pontos, foram as melhores pontuadoras, seguidas de Jéssica Miranda, capitã do CD Aves, com 16 pontos.

Paulo Barreto, Treinador do Clube K:
"O segundo set foi sem dúvida decisivo para a reviravolta no jogo. Se estivéssemos a perder por 0-2, muito dificilmente conseguiríamos dar a volta por cima. Tacticamente, não estou nada satisfeito com a minha equipa, mas foi muito bom conseguirem recuperar de uma situação de desvantagem. Pesou muito o factor psicológico e perdemos o primeiro set depois de estarmos sempre na frente.
Queremos desfrutar de estar na final, de uma forma mais leve e tranquila. O jogo de amanhã terá outra história. Temos que tirar uma lição desta meia-final, pois sabemos que não podemos mostrar a inconsistência que evidenciámos hoje".

Formulário de acreditação de jornalistas aqui

A Final está agendada para as 15h00 de amanhã e será transmitida em directo pela Volei TV e A Bola TV.

A Final 4 da Taça de Portugal de seniores femininos realiza-se este fim-de-semana no Pavilhão Desportivo de Santo Tirso, sendo organizada pela FPV com o apoio da Autarquia de Santo Tirso.

Os bilhetes têm o preço unitário de 5 euros, sendo que no sábado é válido para os dois jogos das meias-finais.

Na época passada, a Academia José Moreira – agora designada AJM/FC Porto – ergueu pela primeira vez o troféu da Taça de Portugal ao vencer, por 3-0 (25-22, 25-23 e 25-20), o Clube Kairós, na final da prova, disputada no Pavilhão Desportivo Municipal da Póvoa de Varzim.

Vencedores das 47 edições: Leixões SC e Castêlo da Maia GC (8); Boavista FC (7); CD Ribeirense e CA Trofa (4); Atlético CP (3); Porto Vólei, AVC Famalicão, Sporting CP e SL Benfica (2): AJ Moreira, Rosário Vólei, CS Madeira, GDUP e CR Estrelas da Avenida (1).

Mais informações: www.fpvoleibol.pt / calendários / www.facebook.com/fpvoleibol 

 
PARTILHA ESTE ARTIGO NAS REDES SOCIAIS