02-AGOSTO-2019
PORTUGUESAS À CONQUISTA DA EUROPA

Em 2018, a Selecção Nacional de Seniores Femininos trouxe de Holte, na Dinamarca, uma vitória tão expressiva (3-0: 25-14, 25-23 e 25-21) quanto importante, já que significou o apuramento, inédito, para a fase final de um Campeonato da Europa de Seniores Femininos.

Agora, a poucos dias de entrar em acção no EuroVolley 2019, concretizando um sonho de décadas do Voleibol feminino português, a Selecção Nacional mostra-se apostada em não desperdiçar esta excelente oportunidade de permanecer entre as melhores selecções europeias e mundiais.

Como está a ser vivido este momento «mágico» para o Voleibol feminino?

Vanessa Rodrigues (camisola n.º 8):
Acredito que foi a primeira qualificação das muitas que lhe seguirão. O nosso percurso vai ser sempre difícil, mas só assim poderemos usufruir ao máximo das nossas conquistas e construir a nossa própria história.
Em relação à Selecção que conseguiu a qualificação, o núcleo duro de jogadoras manteve-se, mas temos muito sangue jovem e que veio acrescentar qualidade. Estamos no grupo restrito da elite europeia e vamos encarar as nossas adversárias de igual para igual!”

Marta Hurst (camisola n.º 10):
O passo mais importante já foi dado. Foi a aposta feita não só pela Federação como também pelas atletas que foram convocadas nos últimos anos. E claro, muito trabalho, espírito de sacrifício e dedicação. Este feito é um marco no Voleibol Feminino Português: ser a primeira vez que se conquistou a classificação para uma fase final de um Campeonato da Europa. Em termos do impacto, espero que no futuro a aposta se mantenha".

Joana Resende (camisola n.º 11):
"Devemos sempre valorizar as nossas conquistas, por menores ou maiores que sejam. De facto, os resultados têm mostrado uma evolução e só aconteceram devido a muito trabalho e persistência. É necessário continuar a trabalhar, mais e melhor, para que estes resultados continuem a aparecer e depois se tornem um «hábito».
A nossa mentalidade tem de ser sempre de evolução contínua e temos de ser sempre ambiciosos e querer sempre mais. Temos o nosso valor, e aliado a uma grande capacidade de trabalho, é possível estarmos regularmente nestas fases finais de Europeus e Mundiai
s".

Desfrutar do EuroVolley

A ex-internacional Paula Semedo, que perseguiu, como atleta, a qualificação olímpica, acabou por ver esse sonho realizado enquanto desempenhava as funções de «team manager» da Selecção Nacional no jogo decisivo na Dinamarca.

Paula Semedo:
"Este apuramento para o Europeu é o culminar de todo um trabalho que se tem vindo a fazer com a Selecção, aliado ao esforço, dedicação e valor de todas atletas e staff envolvido.
Foi um orgulho enorme, poder viver de perto, na Dinamarca, o tão desejado apuramento... chorei de emoção e alegria com toda a equipa!
Agora, desejo do fundo do coração muito boa sorte e que desfrutem do momento! Estaremos todos a torcer, como sempre, pela nossa Selecção
"!

Juliana Antunes integrou a Selecção Nacional durante o apuramento para o EuroVolley, é tricampeã nacional de Indoor e actualmente disputa o título de campeã nacional de Voleibol de Praia:
"É difícil colocar em palavras o que se sente num momento tão singular. Foi o culminar de muito trabalho, sacrifício e superação. E estes três substantivos nunca foram tão bem empregues nem são ditos de ânimo leve.
Culminou numa explosão de sentimentos que ainda não «acalmou» porque fizemos realmente história no nosso Voleibol.
Temos que ser humildes para perceber que não somos as melhores, mas com o discernimento necessário para assumir a nossa posição em cada jogo e disputá-lo de igual para igual. Jogo a jogo.
Queria agradecer a todos os que acompanharam este percurso. Pedir que continuem a apoiar a Selecção porque são sem dúvida uma força extra para o seu sucesso.
Muito obrigado por estarem sempre lá e nunca desistirem
!"

Ver notícia na CEV aqui

A Selecção Nacional de Seniores Femininos, liderada pelo brasileiro Francisco dos Santos, encontra-se a defrontar a sua congénere espanhola em três jogos amigáveis, inseridos na preparação das selecções com vista à fase final do Campeonato da Europa, a realizar pela primeira vez em quatro países: Polónia, Turquia, República Checa e Hungria, de 23 de Agosto a 8 de Setembro de 2019.

Os jogos são disputados no Pavilhão Municipal de Vila Flor, onde a Selecção Nacional está a estagiar desde o dia 16 de Julho.

Portugal x Espanha

2 de Agosto – POR x ESP, 3-2

3 de Agosto – 18h00

4 de Agosto – 10h00

Resultados e fotos aqui

Este estágio final antes da histórica participação na fase final do Europeu compreende ainda jogos amigáveis na Suíça (18, 19 e 20 de Agosto).
Ver Plano de Treinos aqui

Convocadas (16 jogadoras)

DISTRIBUIDORAS
Vanessa Rodrigues (AVC Famalicão)
Eliana Durão (Castêlo da Maia GC)
Beatriz Rodrigues (Sporting CP)

ZONAS 4
Marta Hurst (Volley Hermanea Olbia / Itália)
Bárbara Gomes (AVC Famalicão)
Ana Vale (Ala Nun'Álvares de Gondomar)
Maria Reis Lopes (Ala Nun'Álvares de Gondomar)

CENTRAIS
Aline Timm (AVC Famalicão)
Eduarda Duarte (Leixões SC)
Amanda Cavalcanti (Pedro E. Lobato)
Helena Monteiro (Castêlo da Maia GC)

OPOSTAS
Júlia Kavalenka (Bosco Cuneo, Itália)
Alice Clemente (CSCM Fátima)
Maria Maio (CF «Os Belenenses»)

LIBEROS
Joana Resende (AVC Famalicão)
Beatriz Basto (Leixões SC)

Treinador Principal: Francisco dos Santos
Treinador Adjunto: Rui Moreira
Scouter: Beatriz Santos
Fisioterapeuta: Mariana Maia

Portugal vai disputar a Pool B na fase de grupos do Campeonato da Europa de Seniores Femininos, a realizar de 23 de Agosto a 8 de Setembro do ano corrente, e para o qual o nosso País garantiu uma presença inédita ao classificar-se no segundo lugar da Pool D de qualificação.

Em Lodz, na Polónia, Portugal começa por defrontar a Itália, vice-campeã mundial, no dia 23 de Agosto, seguindo-se Polónia (24 de Agosto), Eslovénia (25 de Agosto), Bélgica, 7.ª no Ranking da CEV (27 de Agosto) e Ucrânia (29 de Agosto).
Nesta fase de grupos, a Selecção Nacional folga nos dias 26 e 28 de Agosto.
Ver calendário aqui

As selecções estão divididas por 4 grupos de 6 equipas, sediados em Turquia  (Pool A), Polónia (Pool B), Hungria (Pool C) e Eslováquia (Pool D).

Pool A – Turquia (org. Ancara), Sérvia, Bulgária, França, Finlândia e Grécia.
Pool B – Polónia (org. Lodz), Itália, Bélgica, Ucrânia, Portugal e Eslovénia.
Pool C – Hungria (org. Budapeste), Holanda, Croácia, Azerbaijão, Roménia e Estónia.
Pool D – Eslováquia (org. Bratislava), Rússia, Alemanha, Bielorrússia, Espanha e Suíça.

Pela primeira vez na história da competição, o EuroVolley contará com 24 selecções participantes, incluindo as que representam os quatro países anfitriões – Turquia, Polónia, Hungria e Eslováquia –, ou seja, oito apuradas pela classificação final do Europeu 2017, 12 da fase de qualificação e 4 organizadores.

Os quatro primeiros classificados de cada pool qualificam-se para os oitavos-de-final, sendo que os apurados da Pool A irão defrontar os apurados da Pool C (A1 x C4, A2 x C3, A3 x C2 e A4 x C1), o mesmo se passando com os da B em relação aos da D.
Os jogos dos quartos-de-final serão distribuídos pelos quatro países organizadores.

Informações adicionais: www.cev.eu / www.fivb.com 

 
PARTILHA ESTE ARTIGO NAS REDES SOCIAIS