08-MARÇO-2016
PARAVOLEI: PORQUE O VOLEIBOL
É DE TODOS E PARA TODOS!


Na tentativa de responder às solicitações e exigências dos mais recentes praticantes de Voleibol, a Federação Portuguesa de Voleibol decidiu expandir o âmbito do projecto da modalidade paralímpica Voleibol Sentado, tendo criado o ParaVolei, que passa a englobar o Voleibol Sentado e o inVolei.

"A percepção, conhecimento e experiência prática que temos retirado da organização de eventos alicerçados na prática do Voleibol para pessoas com deficiência, nomeadamente através do Voleibol Sentado, tem-nos levado a debruçar cada vez mais sobre algumas questões que julgamos preponderantes para concretizar o objectivo de promover e oferecer a todos – sem qualquer excepção, potenciando o sucesso na tarefa a cada um dos praticantes –a prática desportiva e em especial do Voleibol.
Porquê impor ou restringir a prática do Voleibol nos mesmos moldes a pessoas com diferentes capacidades e com competências distintas?", salienta Daniel Lacerda, acrescentando:
"O ParaVolei englobará o Voleibol Sentado e o inVolei. A variante Voleibol Sentado será orientada para pessoas com deficiência motora e o inVolei será orientado para todas as pessoas com deficiência ou multideficiência e capacidade para jogar o Voleibol em pé. Este inVolei será dividido em três níveis de exigência: drills (nível 1); 2x2 (nível 2) e 3x3 (nível 3)".

Ainda segundo o responsável técnico pelo ParaVolei:
"Esta adaptação pretende alargar o âmbito da prática de uma modalidade que tem registado uma grande receptividade na população com deficiência, bem como reforçar o papel da FPV na divulgação do movimento paralímpico".

Novas parcerias na forja

Deste modo, e com o objectivo de criar sinergias para potenciar a prática e o desenvolvimento do Voleibol na comunidade com deficiência intelectual, os responsáveis técnicos pelo ParaVolei reuniram com José Manuel Almeida Costa Pereira e com António Pereira respectivamente Vice-Presidente e Secretário Técnico da Associação Nacional de Desporto para a Deficiência Intelectual (ANDDI-Portugal).
Imbuídos do mesmo espírito empreendedor, a FPV e a ANDDI irão organizar acções de demonstração e iniciação à prática do Voleibol, junto das Instituições/Escolas/Clubes associados da ANDDI, utilizando os meios disponíveis nestas duas instituições.

Qual o impacto que poderá provocar no desporto português e, sobretudo, no universo do Desporto Adaptado, esta parceria entre a ANDDI e a FPV?

José Manuel Almeida Costa Pereira, Vice-Presidente da ANDDI, destaca:
"Trata-se de mais uma parceria a estabelecer pela ANDDI-Portugal com uma Federação de modalidade, a exemplo do que tem vindo a ser desenvolvido nos últimos quatro anos, na perspectiva da aproximação do Desporto Adaptado ao dito Desporto Regular, tendo em vista o processo de inclusão dos praticantes com deficiência intelectual, através da prática regular de novas modalidades".

A cooperação entre as duas instituições abre novos horizontes desportivos aos atletas abrangidos pela ANDDI.
Qual será a receptividade destes à oportunidade de poderem jogar uma modalidade cuja prática, de certo modo, lhes estava vedada a nível competitivo?

António Pereira, Secretário Técnico da ANDDI, não tem dúvidas:
"Estou convencido que a receptividade será muito boa. Estou certo que muitos dos nossos atletas já tiveram um primeiro contacto com a modalidade num contexto escolar e, por isso, de alguma forma já sabem o que é o Voleibol.
Quando souberem da existência deste projecto certamente que ficarão satisfeitos e entusiasmados com mais esta oportunidade competitiva.
Devo dizer ainda que muitas vezes este aproximar às modalidades se deve à motivação dos próprios atletas, que nos interrogam sobre «quando é que jogamos Voleibol?», por exemplo".

E não falta muito para verem esse desejo concretizado, pois os primeiros eventos estão já definidos:
- 6 de Abril, Pavilhão Municipal de Vila do Conde – 1.º Encontro Experimental ANDDI/FPV de ParaVolei. Parceiro: SCM Vila Conde;
- 6 de Maio, Vale do Silêncio - Olivais, Lisboa – 2.º Encontro Experimental ANDDI/FPV de ParaVolei, em conjunto com a 6ª. Caminhada do Desporto Adaptado ANDDI/JF Olivais;
- 2 de Junho, Praia Canide Sul, Vila Nova de Gaia – 3.º Encontro Experimental ANDDI/FPV de ParaVolei, em conjunto com o Campeonato de Portugal de Remo Indoor ANDDI.

A partir de Setembro, será desenvolvido um programa de actividades conjunto ANDDI/FPV, onde se enquadra o evento:
- 9 de Dezembro, Pavilhão Municipal de Vieira do Minho – «CAVA.net» (com actividades de iniciação / demonstração de Badminton, Ténis e Voleibol), promovido pela ANDDI com o Clube Amigos de Vieira e inserido no âmbito das Comemorações do Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, 26.º Aniversário ANDDI-Portugal e 11.º Aniversário do CAVA.

Lenine Cunha
será o padrinho

O ParaVolei terá a apadrinhá-lo nada mais nada menos que o (super)atleta paralímpico Lenine Cunha.
Lenine é o atleta que mais medalhas conquistou em todo o Mundo, estando a caminho das 180 medalhas em competições internacionais.
Lenine Cunha, 32 anos, nasceu em Vila Nova de Gaia e tem como meta alcançar as 200 medalhas internacionais…
E está bem encaminhado para isso pois está apurado para os Jogos Paralímpicos 2016 do Rio de Janeiro 2016, mas a sua tenacidade e dinamismo não se esgota aí e o atleta mais medalhado de Portugal já está a pensar no futuro… a criação do Sport Clube Lenine Cunha, que pretende proporcionar a prática desportiva a todos os jovens, que podem ser tão, ou mais, especiais e únicos como ele, o que o torna, mais do que um atleta a admirar, um exemplo a seguir.

Actividades do Voleibol Sentado agendadas para este mês:
15 de Março (terça-feira) - Coloquio Dia Paralímpico na Escola CPP - Gondomar
16 de Março (quarta-feira) - Actividade (prática com os alunos das escolas envolventes) no Dia Paralímpico na Escola - CPP Gondomar
23 de Março (quarta-feira) - Actividade conjunta com a AVAL - Castro Verde

O processo de inscrição no Voleibol Sentado pode ser efectuado em www.fpvoleibol.pt/voleibolsentado

Informações adicionais sobre o Voleibol Sentado no Site oficial

 
PARTILHA ESTE ARTIGO NAS REDES SOCIAIS