21-DEZEMBRO-2017
WEVZA: HOLANDESAS
E ALEMÃS NA FINAL

A Alemanha vai defrontar a Holanda no jogo de atribuição dos 1.º e 2.º lugares no Torneio de Sub-16 Femininos da WEVZA, agendado para as 20h00 de sexta-feira. Um jogo a não perder e que coloca frente a frente aquelas que eram as selecções favoritas. Resta saber qual será a mais forte...
Os outros jogos são:
3.º e 4.º lugares - Espanha x Suíça (18h00)
5.º e 6.º lugares - Bélgica x França (16h00)
7.º e 8.º lugares - Portugal B x Portugal A (14h00)

Espanha x Alemanha, 2-3 (20-25, 25-12, 21-25, 26-24 e 10-15). O primeiro set foi marcado pelo equilíbrio quase até ao final, mas as alemãs mostraram mais frieza nos moemntos decisivos e venceram por 25-20.
As espanholas entraram de rompante no segundo parcial (4-1, 15-6). Um serviço directo de Candela Alonso pôs a nu as dificuldades das germãnicas na recepção (19-9). E foi com um serviço directo da capitã Raquel Montoro que a Espanha selou o resultado: 25-12.
A Alemanha voltou a imprimir maior agressividade às suas acções ofensivas e foi recompensada com serviços directos que lhe permitiram vencer por 25-21.
Fiel aos atributos que os adversários lhe reconhecem, a Espanha não desistiu, acreditou sempre e, com garra, venceu por 26-24 o quarto set.
Na «negra», enquanto a Espanha lutava com coragem mas mais com o coração do que acabeça, a Alemanha mostrou ter mais soluções no plantel e mais discernimento nos momentos cruciais, vencendo por 15-10 e assegurando um lugar na final.
No final, a capitã alemã, Paula Schurholz salientou:
"Vimos os dois primeiros jogos da Espanha neste torneio e sabíamos que iríamos ter dificuldades para vencer, mas servimos muito bem e, sobretudo, actuámos sempre como uma equipa, muito unidas nos momentos mais adversos.
Amanhºã, na final, tudo pode acontecer. É verdade que já as defrontámos duas vezes e perdemos. A Holanda tem boas jogadoras e vai ser muito difícil, mas vamos entrar em campo determinadas a conquistar a vitória neste torneio de bom nível".

Holanda x Suíça, 3-0 (25-12, 25-12 e 25-21). O outro jogo grande do dia não correspondeu às expectativas, já que a Holanda nunca deu a mínima hipótese de a Suíça lutar pela vitória e carimbou a qualificação para afinal do torneio desde os primeiros minutos. O triunfo, algo pesado, recompensa o jogo sem falhas da laranja mecânica e castiga a falta de soluções da equipa helvética.
"A Suíça mostrou nos dois primeiros jogos que era um adversário forte, com uma boa distribuidora e zonas 4 eficazes, mas nós temos procurado melhorar o que não nos correu tão bem nos dois primeiros jogos e hoje fizemos um jogo muito bom, dentro daquilo que sei que esta equipa é capaz de fazer.
O nosso objectivo é melhorar cada vez mais e vencer o torneio, como é natural, está nos nossos planos, embora estejamos a contar com uma equipa forte na final. Se for a Alemanha, é uma equipa muito bem estruturada, agressiva e muito poderosa; se for a Espanha, vamos defrontar jogadoras com muita habilidade e com um espírito de guerreiras", salientou o treinador holandês.

França x Portugal, 3-1 (22-25, 25-23, 27-25 e 25-15). Na luta pelo terceiro lugar na Poule B, Portugal desfez uma igualdade (16-16) e caminhou para o triunfo no primeiro set ao complementar uma eficácia na defesa com os ataques de Maria Reis Lopes e os serviços de Matilde Mouta: 25-22.
O segundo set foi bem diferente: após uma igualdade aos 19 pontos, as gaulesas dispuseram de uma excelente oportunidade para fecharem o set (24-20), mas não ganharam para o susto com a reacção portuguesa, tendo selado o parcial com um apertado 25-23.
O terceiro set foi muito equilibrado e dramático nos momentos finais, com as igualdades constantes a serem quebradas apenas nos 27-25 favoráveis às francesas.
No quarto set, e com Julie Henyo a servir, a França passou de uma igualdade (8-8) para uma ampla vantagem (17-8), decisiva para conquistar a vitória por 25-15.
Para Phillipe Marta, treinador da França, a diferença esteve "no serviço, pois o nosso foi superior ao de Portugal, e talvez na determinação com que as minhas jogadoras encararam este jogo.
Amanhã, frente à Bélgica vai ser um jogo muito bom para nós porque é com estes jogos que podemos crescer como equipa e preparar melhor a fase de qualificaçãp para o Europeu."

Bélgica x Portugal B, 3-0 (25-20, 25-10 e 25-19). A Bélgica entrou muito bem no jogo e Portugal só conseguiu reagir nos momentos finais, reduzindo a diferença com dois serviços directos de Ana Rita Silva, mas não evitando a derrota por 20-25.
Ao vencerem o segundo setb (25-10), as belgas asseguraram desde logo o 3.º lugar na Poule A.
mais descontraíadas no terceiro parcial, as portuguesas chegaram aos 14-10, mas as belgas igualaram e voltaram a fechar o set com uma diferença confortável: 25-19.
No final, o treinador belga, Robin De Bont, esclareceu:
"Não foi um jogo tão fácil como o resultado aparenta, pois tivemos de jogar sempre focados; quando não o fazíamos, Portugal aproveitava logo para somar alguns pontos.
Até agora, só temos de lamentar o jogo menos conseguido que fizemos no jogo inaugural, já que ontem jogámos a um nível elevado frente à Holanda e hoje também estivemos ao nosso nível. Foi pena, pois se tivéssemos estado melhor frente à Suíça, poderíamos disputar amanhã uma medalha".

Galerias de fotos em www.facebook.com/fpvoleibol

Toda a informação sobre o Torneio Sub-16 da WEVZA aqui e transmissão de jogos em directo e exclusivo no site www.volei.tv e em https://www.youtube.com/c/VoleiTVPortugal

Recorde-se que aquela que é conhecida como a Princesa do Lima e/ou a Princesa do Minho recebeu, já este ano, as poules europeias de qualificação para os Campeonatos do Mundo de Sub-21 Masculinos e de Sub-20 Femininos, ambas em 6 a 8 de Janeiro, e a poule europeia de qualificação para o Campeonato do Mundo de Seniores Femininos, de 31 de Maio a 4 de Junho.

Este torneio da WEVZA insere-se no plano de preparação da Selecção Nacional de Sub-17 que visa a participação na Poule de Apuramento para o Campeonato da Europa de Sub-17 Femininos, a disputar de 5 a 7 de Janeiro de 2018 na Hungria.

Atletas convocadas para a WEVZA*
(clicar na imagem para aumentar)

Equipa Técnica

Team Manager
Paula Semedo

Treinadores
Manuel Almeida
Fernando Alves

Fisioterapeuta
Diogo Barata

Scouter/Estatístico
Luís Andrade

A fase final do Campeonato da Europa de Sub-17 femininos realiza-se de 13 a 21 de Abril de 2018 na Bulgária.

A WEVZA, que foi constituída no dia 26 de Setembro de 2013, integra oito países – Portugal, Espanha, Alemanha, Bélgica, Itália, Holanda, França e Suíça – e tem como Presidente o português Vicente Araújo, Vice-Presidente da FPV, e como Vice-Presidentes o belga Willy Bruninx, da Federação Belga, e o francês Eric Tanguy, Presidente da Federação Francesa.

 
PARTILHA ESTE ARTIGO NAS REDES SOCIAIS