27-NOVEMBRO-2017
JOSÉ PEDRO GOMES JÁ É
«SENSAÇÃO» NA ALEMANHA

O internacional português José Pedro Gomes transferiu-se recentemente do Vitória Sport Clube para os alemães do TSV Herrsching, da I Divisão Alemã.
Apesar de contar com apenas duas sessões de treino pelo seu novo clube, o jovem lusitano, de 23 anos, foi chamado a entrar em acção e justificou plenamente a aposta do treinador, tendo, no pouco tempo que jogou, contabilizado 4 pontos (3 ataques – 75% eficácia – e 1 bloco), uma exibição convincente e contribuído decisivamente para a surpreendente vitória (3-2: 22-25, 18-25, 25-20, 27-25 e 15-13) do TSV Herrsching no recinto do campeão alemão, Berlin Volleys.

A intervenção do Zona 4 português – apelidado de Phantom-Portugiese – foi muito saudada pelos adeptos e pelos órgãos de Comunicação Social, já que garantiu a passagem às meias-finais da Taça da Alemanha, onde o TSV Herrsching irá defrontar, no dia 13 de Dezembro, o TV Bühl.

Estava ansioso por jogar e poder ajudar a equipa o mais rápido possível” – reconheceu José Pedro Gomes.

Como encaras esta tua primeira experiência internacional num campeonato tão competitivo como a 1.Bundesliga?
Na verdade, foi tudo muito rápido. O TSV Herrsching andava à procura de um entrada devido à lesão do Slawomir Zemlik (Polónia). Isto permitiu que me contactassem e eu não hesitei! É um grande sonho meu conseguir jogar ao alto nível e ser profissional no Voleibol e ainda por cima numa equipa que disputa um campeonato tão competitivo como este.
No meio disto tudo só quero agradecer ao Vitória SC por tudo o que o clube fez por mim. Sempre fui tratado com o maior respeito e rapidamente senti-me parte da família que aquela equipa é. Desejo-lhes a todos o maior sucesso e eles sabem que eu vou continuar a ser o maior fã
”.

Na tua opinião, o que te permitiu dar este salto?
"Para dar este salto tive que trabalhar muito, quer nos clubes quer em casa ou na musculação.
Em Portugal, existe muita gente com condições iguais ou melhores que as minhas e a única razão pela qual esses jogadores não estão lá fora é porque têm receio de sair da zona de conforto.
A Selecção Nacional foi uma grande ajuda para mim porque tive a oportunidade de conviver com quem já joga há alguns anos lá fora e perceber que não é assim tão difícil, basta querer e lutar por isso
”.

Quais as metas do TSV Herrsching e as tuas para esta época?
Em primeiro lugar, os objectivos do TSV Herrsching passam por alcançar os playoffs. Depois, é tentar chegar o mais longe possível.
Quanto a mim, trata-se de uma experiência única, que eu quero aproveitar ao máximo para crescer como pessoa e como atleta. Espero conseguir um lugar dentro da equipa o mais rápido possível, mas também sei que entro numa equipa que já está junta desde Setembro e que não vai ser fácil
”.

Referiste que, na Selecção Nacional, tiveste a oportunidade de conviver com jogadores que representam clubes estrangeiros. Consultaste alguém para te aconselhar sobre o campeonato alemão, onde actuam ou já actuaram nomes como João José, Idner Martins, Marcel Gil ou Phelipe Martins, por exemplo?
Na verdade nem tive muito tempo. A situação do clube era arranjar um atleta urgentemente e eu nem quis hesitar. Claro que acabei por falar com o Marcel e o Phelps, mas a decisão já estava tomada”.

Percurso nos clubes: Após fazer toda a formação, desde minis, em 2004, até aos seniores, em 2013, no Ginásio Clube Vilacondense, José Pedro Gomes rumou ao Castêlo da Maia Ginásio Clube (2015), de onde seguiu para a Associação Académica de São Mamede (2016) e Vitória Sport Clube (2017).

 
PARTILHA ESTE ARTIGO NAS REDES SOCIAIS