25-SETEMBRO-2017
«CIDADE DE ALMADA»
RECEBE SUPERTAÇA 2017
 

A Supertaça de masculinos 2017 coloca frente a frente, no dia 30 de Setembro, pelas 20h30, o Sport Lisboa e Benfica, campeão nacional, e o Sporting Clube de Espinho, vencedor da Taça de Portugal, no Pavilhão do Complexo Desportivo Municipal «Cidade de Almada», em Almada.

O teste final para esta tão importante competição aconteceu no fim-de-semana passado, quando as duas equipas se cruzaram-se no XVI Torneio das Vindimas, com a vitória a pender para o lado das águias, que acabariam por ficar na 2.ª posição, à frente dos tigres.

Pelos resultados obtidos, SL Benfica e SC Espinho são duas das equipas nacionais mais fortes dos últimos anos e as forças parecem equivaler-se... ou será que a renovação das equipas (saídas e entradas) para esta temporada vai pesar, pelo menos no início da época?

Os reforços Filip Cveticanin (SL Benfica) e Fabrício Barros (SC Espinho) respondem a esta questão e fazem uma antevisão da Supertaça 2017, que será transmitida em directo (20h30) na Sport TV.

Filip Cveticanin: O SC Espinho sofreu a saída de alguns jogadores experientes, mas, pelo que vi, reforçou-se com bons jogadores estrangeiros, que ainda precisam de se adaptar aos outros jogadores da equipa.
Ainda é cedo para formar um juízo, mas no torneio de Lamego já deu para ver melhor o poderio das duas equipas.
Pelo nosso lado, o Benfica também tem jogadores novos e contou com a saída de um ou outro jogador que poderia fazer a diferença, mas creio que estamos preparados para alcançar a vitória na Supertaça
.

Nesta estreia no SL Benfica, que esperas conseguir a nível colectivo e também pessoal?
Basicamente, os meus objectivos são treinar o mais possível, tentar marcar o meu lugar na equipa e, quando for chamado a jogar, mostrar o que valho.
Para além disso, vou dar tudo nos treinos e nos jogos para o treinador saber que pode confiar em mim e contar comigo sempre que precisar.
A nível colectivo, e como já conhecia todos os jogadores – um deles conheci-o na Sérvia [Dusan Stojsavijevic], uns melhor do que os outros, a minha integração foi fácil. O grupo é excelente, acolheu bem os jogadores novos e damo-nos todos bem
.

Quais são os pontos mais fortes que o SL Benfica poderá apresentar?
Temos um serviço muito consistente e uma boa relação bloco/defesa.

À partida, quais são as equipas mais fortes do panorama nacional?
O SL Benfica, o Sporting, que reapareceu no Voleibol com uma equipa forte, o SC Espinho e a AJ Fonte do Bastardo, que conseguiu contratar jogadores que estiveram no Europeu.
Essas são as quatro principais, com a possível intromissão do Castelo da Maia GC.

Fabrício Barros: A saída e a entrada de atletas é uma coisa natural, claro que atletas como o Miguel Maia, que são únicos, pesam numa equipa, mas no nosso caso temos um clube místico que apoia e motiva os seus atletas, portanto, quem estiver de tigre ao peito sempre vai dar o máximo.

Com que objectivos partes para esta estreia no SC Espinho?
Aceitei o desafio de vir para o SC Espinho em primeiro lugar porque acredito que o clube conta com uma boa organização, com a pessoa do Nuno Vitó na Direcção e o Professor Rui Pedro na formação e na equipa técnica dos seniores, pelo que não poderia deixar de responder ao chamado dos tigres.
Espero conseguir ajudar o clube e os meus colegas a levarem o SC Espinho o mais longe possível
.

Quais são os pontos mais fortes que o SC Espinho poderá fazer valer?
Como pontos fortes, acredito que a equipa está unida e, sublinho, onde quer que vá o SC Espinho leva a sua mística e a sua vontade de vencer, a sua raça vareira.

Favoritos para as competições nacionais?
Acredito que são o Sporting CP, o Benfica, a Fonte do Bastardo e, claro, o SC Espinho. Mas muita coisa pode acontecer, pois também temos clubes emblemáticos como o Castelo da Maia, por isso não posso prever.
Como diz o ditado, «os jogos são ganhos dentro de campo». Só posso prometer que o SC Espinho vai lutar para estar no seu lugar, que é entre os grandes
.

Informações adicionais

O SL Benfica venceu as seis últimas edições da Supertaça.
O SC Espinho tem quatro vitórias, menos uma que o Castelo da Maia GC e mais uma que o Sporting CP.
O Leixões SC venceu a primeira edição da prova, em 1988/1989.

O «Cidade de Almada» recebeu já competições nacionais e internacionais de Voleibol tão díspares como a Liga Mundial, em 2001 e 2005, a Taça de Portugal de seniores masculinos, em 2005/2006, ou o Torneio Internacional RTP, em 1993.
O «Cidade de Almada» ficou marcado pelo facto de ter sido o palco do sensacional triunfo (3-0) de Portugal sobre o Brasil, então campeão olímpico e mundial, na Liga Mundial de 2005.

A 20.ª edição* da Supertaça é organizada pela Federação Portuguesa de Voleibol, com a colaboração da Associação de Voleibol de Lisboa e o apoio da Câmara Municipal de Almada.

Os bilhetes têm o preço unitário de 3 euros e podem ser adquiridos no dia de jogo no Pavilhão do Complexo Desportivo Municipal «Cidade de Almada»".
*Em 1989/1990, o SL Benfica venceu a Taça Federação, que foi disputada por várias equipas.

Acreditação de jornalistas

Supertaça de masculinos aqui

Mais informações: www.fpvoleibol.pt / www.facebook.com/fpvoleibol 

 
PARTILHA ESTE ARTIGO NAS REDES SOCIAIS