18-JUNHO-2017
ESPANHA MOSTROU FIBRA
DE SEMI-FINALISTA


 

A Espanha venceu hoje Portugal por 3-0 (25-13, 25-20 e 25-20), num jogo que foi precedido de um minuto de silêncio em memória das vítimas do incêndio em Pedrógão Grande, e confirmando o seu estatuto de semi-finalista da Liga Europeia.

Com Inês Peneda a distribuir o jogo de Portugal, em substituição de Vanessa Rodrigues (lesionada), Portugal denotou algum nervosismo, o que contrastava com a postura das espanholas, exalando confiança, daí p primeiro set muito desnivelado e selado com seis pontos consecutivos: 25-13.
Os serviços de Maria Corral e Jessica Rivero causavam muitos estragos na recepção das portuguesas, intranquilizando-as ainda mais e fazendo-as cometer erros, quer no ataque quer no serviço, levando a que as portuguesas nunca conseguissem lutar pela vitória.

A espanhola Maria Segura, com 13 pontos, foi a melhor pontuadora do jogo, enquanto Julia Kavalenka, Aline Rodrigues e Marta Hurst foram as melhores pontuadoras das portuguesas, com 7 pontos.

António Guerra, Seleccionador Nacional:
"Fomos crescendo ao longo da competição jogo e acabámos o jogo com uma jogadora de 18 anos, outra de 19 e outra de 20 em campo, a defrontar o seis titular da Espanha.
Creio que com as condicionantes que tínhamos hoje dificilmente poderíamos ter feito melhor, mas demos uma boa imagem do potencial desta equipa ao longo da competição".

Pascual Saurin, Seleccionador de Espanha:
"Creio que fomos a grande surpresa da poule, pois vencemos por duas vezes a Eslováquia, que era a grande favorita. A vitória em Valladolid deu-nos confiança para virmos a Portugal tentar conquistar a qualificação e praticamente resolvemos tudo no primeiro jogo ao vencermos a Eslováquia. Hoje, Portugal não tinha a Vanessa, uma peça fundamental na sua equipa e, embora a Inês tenha estado bem, o ritmo do seu jogo baixou. Nas meias-finais, se defrontarmos a Ucrânia, que eu considero uma das grandes favoritas, vamos continuar a lutar pela vitória".

Recorda aqui alguns momentos da estreia da Selecção Nacional na Liga Europeia.

Suécia x Eslováquia, 0-3 (12-25, 16-25 e 19-25)

Dois serviços directos de Dominika Drobnakova fizeram tocar o alarme no banco sueco (10-3), mas a Eslováquia continuou imparável rumo à vitória no primeiro set: 25-12.
Estava dado o mote para um triunfo categórico pela margem máxima da equipa claramente mais forte, tanto no capítulo ofensivo (serviço e ataque), como na defesa alta.
Jaroslava Pencova, com 16 pontos, e Isabelle Haak, com 13, foram as melhores pontuadoras.

Nikola Pistelakova, jogadora da Eslováquia, concretizou 12 pontos:
"À partida, era um jogo complicado porque estávamos pressionadas pela conquista dos três pontos, mas jogámos bem e não permitimos a reacção da Suécia. Agora, estamos na expectativa sobre o apuramento para as meias-finais. A nível geral, estivemos bem, excepção feita no jogo com a Espanha, mas isso é passado e na próxima vez que nos encontrarmos venceremos".

Guillermo Gallardo, treinador da Suécia:
"Foi um torneio muito bom para nós e com uma excelente organização por parte de Portugal. Estamos a aprender e, ainda assim, conseguimos ganhar à Espanha. Só podemos fazer um balanço positivo. Temos uma equipa nova, com jogadoras com muito potencial, mas ainda há muito trabalho a fazer".

 
PARTILHA ESTE ARTIGO NAS REDES SOCIAIS