09-JUNHO-2017
LIGA EUROPEIA: ESLOVACAS
MAIS FORTES NO 1.º ASSALTO

A Eslováquia, finalista vencida na última edição da prova, mostrou por que razão é considerada a grande favorita à passagem à final da Liga Europeia 2017 ao vencer hoje (3-0: 25-18, 25-20 e 25-20), na jornada inaugural da Poule C, a disputar na cidade espanhola de Valladolid, uma Selecção Nacional de Seniores Femininos que tem ainda algumas arestas a limar, pese embora o enorme potencial já demonstrado na poule de qualificação para o Mundial 2018 e, hoje, a espaços, frente a uma adversária que praticamente não tem pontos fracos e usufrui de pontos muito fortes, como o serviço e ataque.
Amanhã, a Selecção Nacional defronta a Espanha, pelas 20 horas locais (19h00 em Portugal continental).

Sob mais de 30 graus centígrados, as portuguesas entraram algo nervosas no jogo, permitindo que as eslovacas pontuassem várias vezes no serviço (6-3) e chegassem a vencer ao primeiro tempo técnico (8-6). Pior: as dificuldades sentidas na recepção fizeram as eslovacas disparar no marcador, com dois serviços directos de Erika Salanciova (14-8).
Foi a capitã Juliana Rosas, recém-entrada, que parou a hemorragia pontual (15-9), mas a equipa de Leste não se assustou e manteve a cadência pontual (18-11).
Dois pontos no ataque da autoria de Marta Hurst, mais um ataque falhado pela Eslováquia, fizeram Portugal regressar à liça (18-14), obrigando Marek Rojko a chamar as suas pupilas.
A paragem surtiu o efeito desejado, e um serviço directo de Nina Herelova tornou tudo ainda mais complicado (23-15) para as portuguesas.
Coube à central Michaela Abrhamova selar, com um ataque, o triunfo eslocaco no set inaugural: 25-18.
Se no ataque as artilheiras de serviço se equivaliam - Kavalenka com 5 pontos e Aline (1 bloco) com 4 e Michaela Abrhamova com 5 e Erika Salanciova com 4 -, no serviço a Eslováquia ganhava por 5-0...

O segundo parcial foi bem diferente e Portugal chegou à frente do marcador na primeira paragem obrigatória (8-5), com um ponto de Vanessa Rodrigues.
A reacção, forte, da Eslováquia não tardou e permitiu-lhe passar para a frente no marcador pela primeira vez, com um serviço directo de Michaela Abrhamova (11-10).
A perder por 13-17, Portugal voltou a erguer-se com pontos de Vanessa Paquete e Aline Rodrigues (17-18), mas a maior eficácia ofensiva das eslovacas voltou a ser determinante e Dominika Drobnakova fixou o resultado em 25-20.

Portugal voltou a entrar mal no terceiro set (1-4, 4-8), mas com Juliana Rosas no serviço e Marta Hurst a facturar no ataque, igualou (8-8). A Eslováquia respondeu à altura com os serviços de Erika Salanciova (13-9).
A diferença manteve-se com o evoluir do jogo: 19-15.
Um serviço directo de Barbora Kosekova (22-15) anunciou novo triunfo das eslovacas, novamente por 25-20.

Marta Hurst e Michaela Abrhamova foram as melhores pontuadoras do jogo, com 13 pontos cada, seguidas de Aline Rodrigues e Dominika Drobnakova, com 11.

No final, António Guerra, Seleccionador Nacional, salientou:
"O 3-0 acaba por ser um resultado enganador, já que houve alturas em que chegámos a estar por cima e mostrámos que nos podemos bater com adversários do calibre da Eslováquia, que apresenta um primeiro toque muito forte e trabalha bem a bola no ataque e no bloco. Nós não estivemos bem no serviço e, a espaços, também vacilámos na recepção.
As nossas centrais estiveram muito bem, assim como as jogadoras na sua globalidade. Estamos aqui para ganhar, mas também para crescer como equipa e isso está a acontecer.
Agora, vamos jogo a jogo, ainda não acabou nada e está tudo por decidir
".

Ver vídeo com declarações da capitã Juliana Rosas aqui

A equipa portuguesa, que se estreia na competição, recebe depois, de 16 a 18 de Junho, no Centro de Desportos e Congressos de Matosinhos, os mesmos adversários, durante a fase preliminar.

Ver mais informações aqui

Poule A [org. Albânia e Bielorrússia]: Bielorrússia, Finlândia, Áustria e Albânia.
Poule B [org. Geórgia e França]: França, Ucrânia, Montenegro e Geórgia.
Poule C [org. Espanha e Portugal]: Eslováquia, Espanha, Portugal e Suécia.

Apuram-se para a Final Four os 1.ºs classificados de cada poule, que se juntarão ao país organizador. Se este último for o 1.º classificado numa das poules, apurar-se-á o 2.º melhor classificado de todas as poules.

Convocadas

DISTRIBUIDORAS
Vanessa Rodrigues (AVC Famalicão)
Inês Peneda (Porto Vólei)
Eliana Durão (Castêlo da Maia GC)

ZONAS 4
Juliana Rosas (Leixões SC)
Marta Hurst (FC Barcelona / Espanha)
Gabriela Coelho (AA S. Mamede)
Bárbara Gomes (Porto Vólei)

CENTRAIS
Aline Timm (Porto Vólei)
Carina Moura (AVC Famalicão)
Neusa Neto (CF «Os Belenenses»)

OPOSTAS
Júlia Kavalenka (A. José Moreira)
Vanessa Paquete (CD Ribeirense)

LIBEROS
Joana Resende (Porto Vólei)
Fabiola Gomes (AVC Famalicão)

Equipa técnica

Seleccionador Nacional – António Guerra
Treinador Adjunto – Manuel Almeida
Team Manager – Paula Semedo
Scouter – João Macedo
Fisioterapeuta – Diogo Barata

Contactos

Pavilhão
Polideportivo Municipal Huerta del Rey
Tel: +34 983 426 305

Hotel
Hotel Silken Juan de Austria
Tel: +34 983 457 475

Informações adicionais: www.cev.lu / www.fivb.com 

 
PARTILHA ESTE ARTIGO NAS REDES SOCIAIS