07-JANEIRO-2016
PORTUGAL X SÉRVIA DE AMANHÃ
SERÁ JOGO DE TODAS AS DECISÕES


 FOTOS: Arménio Belo

A Sérvia e Portugal ficaram hoje a um passo de se apurarem para a 2.ª Ronda do Mundial 2017. Apuram-se para a 2.ª Ronda apenas os 1.ºs classificados de cada poule, bem como os dois melhores 2.ºs classificados das quatro poules da 1.ª Ronda.
As duas selecções defrontam-se amanhã (20h30) no Centro Cultural de Viana do Castelo – prevê-se novamente casa cheia – e o vencedor ficará automaticamente apurado para a fase seguinte da qualificação para o Campeonato do Mundo, enquanto o perdedor ficará dependende das classificações das outras poules
.

O Holanda x Portugal de hoje foi extremamente equilibrado.
Os portugueses, fortemente apoiados pelo seu público, lograram conquistar o triunfo com Lourenço Martins a rubricar os dois pontos da vitória na «negra»: 3-2 (31-29, 23-25, 25-23, 23-25 e 20-18), num jogo emotivo, que teve de tudo, até decisões polémicas da equipa de arbitragem, e onde foi observado um minuto de silêncio em memória de Mário Soares, antigo Presidente da República Portuguesa, que faleceu hoje.

Os portugueses entraram muito bem no jogo, com dois serviços directos de Lourenço Martins a catapultarem a equipa para a liderança no marcador (6-2). Os ataques de Bruno Cunha e Lourenço adiantaram ainda mais Portugal (9-4), mas a Holanda reagiu e reaproximou-se (13-14).
O final do set empolgou o (muito) público, com as duas equipas a lutarem taco a taco por todos os pontos e o set a ser finalmente fechado aos 31-29, com um ataque da máquina de fazer pontos chamada... Lourenço Martins.

O segundo parcial foi igualmente renhido, mas os holandeses tinham aprendido a lição e entraram em vantagem na recta final do set (23-21), acabando por vencer por 25-23, com destaque para os pontos alcançados por Ivar De Waard e Fabian Plak.

No terceiro set manteve-se um curioso despique pontual entre Fabian Plak e Bruno Cunha, para além do equilíbrio sempre existente (20-20), com vantagem para o capitão português, que só sabe debitar pontos. Num final em que o público teve a sua quota-parte de influência no resultado, Portugal logrou vencer por 25-23.

O quarto set foi, como os anteriores, muito renhido. Portugal conseguiu passar para a frente no marcador com três pontos consecutivos de Lourenço Martins (15-13), mas os holandeses reagiram com agressividade (18-15), obrigando Hugo Silva a solicitar desconto de tempo.
Contudo, a equipa orientada pelo brasileiro Cláudio Gewehr voltou a mostrar-se mais concentrada nos momentos cruciais e foi recompensada com a vitória por 25-21.

Perante uma casa cheia, e fortemente apoiado, Portugal alcançou uma vantagem inicial (4-1) com um serviço directo de Lourenço Martins, jogador que fecharia, com um bloco e um ataque, o set decisivo com o resultado de 20-18, após vários momentos de Voleibol equilibrado e emocionante.

Bruno Cunha, com 36, e Lourenço Martins, com 32 pontos, foram os melhores pontadores do jogo, enquanto Ivar De Waard, com 27, foi o melhor pontuador dos holandeses. Ver estatística aqui

Lourenço Martins acabou por ser o homem do jogo, ao assinar os pontos da vitória:
"Foi um bom jogo e finalmente mostrámos aos portugueses como joga esta Selecção Nacional. Estou tão feliz que não encontro palavras para exprimir o que sinto. Foi uma vitória de toda a equipa".

Hugo Silva, Treinador de Portugal:
"Foi uma vitória sofrida; do querer, da vontade, de um colectivo muito forte. Sabemos que somos inferiores em termos de potencial, mas superamo-nos com grande espírito de entreajuda e com estes jovens que, de facto, tem uma ambição muito grande e lutam sempre para conseguir os objectivos".

Áustria assustou a poderosa Sérvia

Tal como se previa, a Sérvia, à partida a equipa mais forte da Poule C, venceu a Áustria – embora tenha sentido inesperadas dificuldades (3-2: 25-20, 26-24, 23-25, 20-25 e 19-17) – e está agora a um passo da 2.ª Ronda da Qualificação Europeia para o Campeonato do Mundo de Sub-21 Masculinos. No caminho dos sérvios está (amanhã, 20h30) a Selecção Nacional, que poderá ter ainda uma palavra a dizer quanto à liderança da poule.

No primeiro set, a Sérvia construiu uma pequena vantagem (10-6), que conseguiu consolidar do decorrer do set, mercê dos seus fortes e eficazes serviços e ataques, até à vitória por 25-20.

A Áustria entrou bem no segundo set, deteminada a rectificar o desfecho do primeiro parcial (12-9, 16-12), mas a equipa de Vladimir Vasovic recompôs-se e, depois de igualar (22-22), acabou por selar o triunfo com o resultado de 26-24.

No terceiro set, a equipa de Roland Schwab voltou a tomar a iniciativa (9-6), apoiada na eficácia do bloco. Tal como no set anterior, os sérvios, paulatinamente, foram recuperando terreno (21-21), mas, desta vez, não conseguiram obstar à determinação dos austríacos, que foram recompensados com a vitória no set: 25-23.

Inspirados e cada vez mais confiantes, os austríacos entraram de rompante no quarto set (11-5, 18-13) e, apoiados na eficácia no ataque de Erin Ibrahimovic, acabaram por vencer novamente, desta vez com um bloco de Mathaus Jurkovics: 25-20.

O quinto e decisivo set foi dramático. A vencer por 13-11, a Sérvia viu a Áustria crescer (13-13) e ganhar vantagem (17-16). Valeu o discernimento nos momentos finais, mormente de Boris Busa, que fechou o triunfo com um bloco: 19-17.

O austríaco Erin Ibrahimovic, com 22 pontos, foi o melhor pontuador do jogo, seguido do sérvio Miran Kujundzic, com 20 pontos. Ver estatística aqui

 Vladimir Vasovic, Treinador da Sérvia:
"Hoje é um dia muito importante para nós porque vencemos e nada mais interessa, neste dia que é especial para nós [Sérvia festeja o Natal no dia 7 de Janeiro]".

Mais informações: www.fpvoleibol.pt / www.fivb.com / www.cev.lu  

 
PARTILHA ESTE ARTIGO NAS REDES SOCIAIS