19-MARÇO-2016
AVC VENCE LEIXÕES
NA TAÇA DE PORTUGAL

 


O Atlético VC foi a primeira equipa a apurar-se para a Final da Taça de Portugal, a disputar no Pavilhão Gimnodesportivo Municipal de Vila Flor, numa organização conjunta da FPV e da Câmara Municipal local, ao vencer, por 3-2 (25-20, 24-26, 18-25, 25-14 e 16-14), o Leixões SC.

As sereias entraram em força no jogo e, com Ana Couto a servir, chegaram aos 6-1, com dois pontos consecutivos de Helena Monteiro (bloco e ataque) e um serviço directo da distribuidora.
Óscar Barros reuniu com as suas pupilas, mas acabaria por ser com um amorti que Fabiola Gomes conseguiria travar o ímpeto das leixonenses, que, no entanto, atingiram o primeiro tempo técnico com uma vantagem de seis pontos (8-2), fruto de mais um ataque de Helena Monteiro.
A supremacia do Leixões SC era evidente e o AVC procurava contrariar a situação com a experiência das suas jogadoras, como Vanessa Rodrigues, que fez dois pontos com bolas colocadas em passe.
Isso empolgou as suas colegas de equipa, que passaram de uma desvantagem de 7-14 para 11-14. Do outro lado da rede também havia experiência a rodos e Catarina Costa fez o 15-11. Luana Gomes e Fabiola Gomes reduziram ainda mais (14-15) e, embora as matosinhenses lograssem atingir a segunda paragem obrigatória a vencer por dois pontos (16-14), as famalicenses passaram para a frente numa altura crítica do jogo (18-16), obrigando Mário Martins a reunir com as suas pupilas.
Duas recepções defeituosas permitiram o ataque eficaz de Sari Gonçalves (20-16).
Cada vez mais confiantes, as jogadoras do AVC só pararam nos 25-20 finais.

O AVC começou o segundo set como tinha terminado o anterior, com uma postura ofensiva muito agressiva e criou logo uma pequena vantagem que procurou gerir ao longo do tempo (6-2, 8-5).
Porém, as leixonenses estavam prontas para a luta e aproximaram-se perigosamente (9-8), embora dois pontos consecutivos da autoria de Luana Gomes (ataque e bloco) tenham dado novo alento às famalicenses (11-8).
Três serviços directos de Eduarda Duarte igualaram a partida (12-12) e novo forcing do ataque da equipa do Mar empolgou as matosinhenses (14-12).
O AVC assentou o seu jogo e igualou por Fabiola Gomes (14-14), mas foi o Leixões SC a conseguir chegar em vantagem ao segundo tempo técnico (16-15).
Novamente Fabiola a ditar um empate (19-19) e nova «fuga» das sereias, a ditarem um pedido de tempo por parte da equipa de Famalicão (21-19). Carla Sousa dominava nas alturas, situação que Vanessa Rodrigues procurava atenuar na distribuição do ataque do AVC.
Luana Gomes e Tânia Oliveira igualaram aos 24 pontos, mas foi Catarina Costa quem, com um bloco, deu a vitória ao Leixões (26-24), empatando o jogo (1-1).

O terceiro parcial começou a ser disputado taco a taco (3-3), mas cedo o Leixões SC conseguiu algum ascendente (8-5), que foi reforçando ao longo do tempo (12-5).
Em perigo, o Atlético VC pressionou com ataques desferidos da zona defensiva (12-8), mas as leixonenses não se deixaram impressionar (16-8).
Um serviço directo de Inês Alves tornou tudo ainda mais difícil para a recepção do AVC (18-8) e um bloco de Helena Monteiro o (21-12) abriu ainda mais o caminho para o triunfo.
Um serviço directo de Ana Rita Novais ainda aproximou um pouco o AVC (22-16), mas era tarde demais e o Leixões SC selou o triunfo com o resultado de 25-18.

Mais serenas e bem mais determinadas, as famalicenses adiantaram-se no marcador, com Tânia e Luana a fazerem valer a eficácia do seu ataque (6-3) e Fabiola a pontaria do seu serviço (8-4).
Três ataques consecutivos de Juliana Rosas (12-5) fizeram tocar a rebate o alerta e Mário Martins reuniu com as suas jogadoras.
As matosinhenses não sentiram a paragem e Julliana Rosas, com um serviço directo, fez o 16-7 e Tânia Oliveira, também com um «ás», o 19-10.
O Leixões SC tentou remar contra a maré com dois pontos de Carla Sousa (20-12), mas o AVC era senhor do set e fechou-o com o resultado de 25-14, com um bloco de Vanessa Rodrigues e um ataque de Juliana Rosas.

O quinto e último set iniciou-se com um duelo interessante de Luana Gomes e Carla Sousa no ataque, com o equilíbrio pontual a manter-se (2-2, 5-5, 7-7)... até ser quebrado por Fabiola Gomes (8-7).
O Leixões igualou com uma jogada emotiva que até salva por Filipa Diaz com o... pé (8-8).
Novo pressing do AVC, com Fabiola a servir (10-8) e Luana a atacar (12-10).
O Leixões SC fez regressar tudo à estaca zero (13-13) para gáudio do público, que vibrava com o espectáculo e com o braço de ferro entre duas das melhores equipas nacionais.
Mais esclarecidas, as famalicenses conseguiram vencer por 16-14, com Tânia Oliveira a ser preponderante na manobra ofensiva.

Carla Sousa, com 21 pontos, e Juliana Antunes Rosas, com 16, foram as melhores pontuadoras do jogo. [Ver estatística]

Óscar Barros, Treinador do AVC:
"Estes jogos da Taça de Portugal têm um cariz muito especial e motivações diferentes. Estas duas equipas conhecem-se muito bem, pois disputaram o Playoff da Elite há duas semanas. Há um conhecimento profundo, das fraquezas e das qualidades, de cada uma.
O jogo acabou por valer pela emotividade e entrega das jogadoras. As minhas jogadoras, apesar do nervosismo, estiveram à altura da situação e mostraram-se superiores em momentos-chave do jogo.
Na Final, há apenas uma certeza: não vai haver favoritos.
Jogámos aqui, em Vila Flor, a Supertaça, que conseguimos vencer, num jogo de muita qualidade, e só esperamos contribuir novamente para a propaganda do Voleibol, sobretudo do feminino, que está a crescer e precisa de ser acainhado. A Taça é uma festa e serve para cativar e fidelizar as pessoas para o Voleibol". 

As imagens dos jogos das meias-finais da Taça chegam ao público através do site da FPV (www.fpvoleibol.pt) ou do canal YouTube do Volei TV, disponível aqui

Subscreva já!

Ver aqui reportagem Volei TV em Vila Flor

Dia 19.03.2016

15h00 – Atlético VC x Leixões SC
17h30 – Castelo da Maia GC x Porto Vólei 2014 

Dia 20.03.2016

15h00 – Final (Sport TV)

Mais informações: www.fpvoleibol.pt

 
PARTILHA ESTE ARTIGO NAS REDES SOCIAIS