03 OUTUBRO-2015
SL BENFICA ERGUE
5.ª SUPERTAÇA CONSECUTIVA
 

A equipa de seniores masculinos do Sport Lisboa e Benfica ergueu hoje a 5.ª Supertaça consecutiva do seu historial ao vencer, por 3-0 (25-23, 25-17 e 25-14), o Sporting Clube de Espinho no Pavilhão Municipal Multidesportos Mário Mexia, em Coimbra.
O jogo foi arbitrado por Ricardo Ferreira e Paulo Félix.

Após conseguir levar a melhor num primeiro set em que os tigres lutaram de igual para igual com as águias, a equipa orientada por José Jardim não sentiu mais problemas em impor os galões de tricampeã nacional Contudo, a formação orientada por Filipe Vitó demonstrou ter juventude, força e potencial, características que poderão dar os seus frutos no decorrer da época. [Ver ficha de jogo]

Aliás, o SC Espinho entrou muito bem no jogo, com Alexander Carabali a impor-se no bloco (5-1) e a criar inúmeros obstáculos ao ataque do SL Benfica, onde Hugo Gaspar era o jogador mais inconformado e, também, o mais concretizador.
Após passar um mau bocado (2-7), a equipa de José Jardim acertou o seu jogo – Flávio Soares (Zelão), com um serviço directo, equilibrou o marcador (6-7) – e, pouco depois, conseguia mesmo passar para a frente no marcador com um ataque de Hugo Gaspar (13-11), chegando em vantagem ao segundo tempo técnico (16-14).
Filipe Pinto reduziu (15-16), mas Gaspar e André Lopes aumentaram a vantagem (18-15). Fabrício Silva (Kibinho) deu o melhor seguimento a um serviço forte de Filipe Pinto e os tigres voltaram a colar-se (17-18) e chegaram à igualdade (20-20).
As claques também se igualavam no apoio às equipas, que corresponderam e lutaram até ao último ponto pela vitória (22-22). E esta surgiu pelas mãos do capitão encarnado, Hugo Gaspar: 25-23.


Apoiados na eficácia de Gaspar no ataque, os tricampeões nacionais entraram de rompante no 2.º set (8-2).
Um bloco de André Lopes aumentou a distância (10-3), motivando ainda mais as águias, enquanto semeava algum desânimo entre os tigres.
Filipe Vitó reuniu com os seus jogadores, tentando travar o ascendente dos benfiquistas (14-6), mas a equipa de José Jardim logrou atingir o segundo tempo técnico com o dobro dos pontos do seu adversário (16-8).
Zelão selou com o 18-10 uma jogada espectacular, com vários ataques e defesas de ambas as equipas.
Mas o SC Espinho tinha uma missão quase impossível e foi mesmo com um serviço falhado por Carabali que viu o seu adversário fechar o segundo set com o resultado de 25-17.

Um bloco do gigante Mart van Werkhoven (2,08 metros) deu vantagem ao SL Benfica no início do terceiro parcial (5-2). E Hugo Gaspar, com um serviço directo, ainda tornou as coisas mais complicadas para o SC Espinho (8-3).
Novo bloco de Mart/André Lopes colocou os lisboetas a meio caminho da sua 5.ª Supertaça (16-8).
E um serviço e um ataque falhados pelos espinhenses (22-13) tornaram tudo ainda mais fácil.
O resultado de 25-14 foi castigador para o labor e entrega ao jogo dos espinhenses mas permitiu fazer a festa dos benfiquistas: 25-14.

Hugo Gaspar, autor de 18 pontos, foi o melhor pontuador do jogo. Ver declarações do capitão encarnado aqui

Filipe Vitó, Treinador do SC Espinho, mostrou-se esperançado no futuro dos seus pupilos. Ver declarações aqui

A 18.ª edição da Supertaça  foi organizada pela Federação Portuguesa de Voleibol, com a colaboração da Câmara Municipal de Coimbra e da Associação de Voleibol de Coimbra e contou com a transmissão em directo no canal televisivo Sport TV.

Desde 1988/89 até à actualidade, várias equipas de seniores masculinos rubricaram o seu nome na lista dos vencedores deste troféu disputado pelo campeão nacional e pelo vencedor da Taça de Portugal, com destaque para o Castêlo da Maia GC e SL Benfica, que, nos seus historiais, ergueram o troféu por cinco vezes, e para o SC Espinho, com 4 vitórias. O Sporting CP, com três triunfos, e o Leixões SC (1) completam o leque de vencedores. [Ver Vencedores da Supertaça]

Mais informações: www.fpvoleibol.pt / http://www.fpvoleibol.pt/supertacadeportugal.html / www.facebook.com/fpvoleibol

 
PARTILHA ESTE ARTIGO NAS REDES SOCIAIS