09-AGOSTO-2015
OURO E PRATA PARA PORTUGAL
NAS COMPETIÇÕES DA WEVZA

As duplas Arnaud Gauthier-Rat/Arnaud Loiseau (França), Puk Stubbe/Katjia Zwaanswijk (Holanda), em Sub-21, e Diogo Pereira/Bruno Santiago (Portugal) e Lena Günther/Andrea Harbring (Alemanha), em Sub-19, venceram hoje os torneios da WEVZA organizados pela Federação Portuguesa de Voleibol (FPV), com o apoio da Câmara Municipal de Macedo de Cavaleiros, na Praia da Ribeira, na Albufeira do Azibo.

Na Final, de Sub-21 masculinos, Arnaud Gauthier-Rat/Arnaud Loiseau, 5.ºs classificados no Mundial de Sub-19 (Porto, 2014), regressaram a Portugal para subir ao lugar mais alto do pódio e acabar com as esperanças de Francisco Pombeiro/José Jardim vencerem perante o seu público: 2-0 (21-19 e 21-15).

Entusiasmados com o seu "primeiro triunfo internacional", Arnaud & Arnaud salientaram "as dificuldades criadas pelas duplas portuguesas, tanto na fase de grupos (Diogo Maia/Tomás Silva), como na final", afirmando, entre sorrisos:
"Ainda por cima, tivemos de jogar a final com o público todo contra nós". Ver declarações aqui.

"Subir ao pódio na nossa primeira prova internacional, logo para receber uma medalha de prata, e principalmente pela forma como jogámos, pois batemo-nos sempre de igual para igual com todos os adversários, mostra que evoluímos como dupla e isso tem de nos deixar satisfeitos", referiram Pombeiro e Jardim. Ver declarações aqui

No terceiro lugar ficou a dupla alemã Stöhr/Harms, que bateu (2-0) os holandeses Jasper Bouter (vencedor na edição do ano passado) e Tom Van Steenis.

Na final de Sub-21 femininos, as holandesas Stubbe e Zwaanswijk superaram, na final, as francesas Alexia Richard / Lezana Placette, pela margem mínima (2-1: 21-16, 8-21 e 15-9), numa final arbitrada pelo português Rui Oliveira.
As novas campeãs, que disputaram juntas a primeira competição internacional, mostraram-se surpreendidas mas igualmente satisfeitas com a conquista da medalha de ouro. Ver declarações das vencedoras aqui.

Ao terceiro degrau do pódio subiu a dupla gaulesa Chamreau/Lusson, que derrotou (2-0) as alemãs Kozcian e Welsch.

No 5.º lugar ficou Etxebarria-Izagirre, a dupla espanhola vencedora da WEVZA em 2014, que se impôs às germânicas Bieneck/Nestler, enquanto no 7.º lugar se posicionou a dupla portuguesa Mariana Maia/Francisca Silva, que venceu, por desistência (lesão de Gabriela Coelho), as suas compatriotas Vanessa Paquete / Gabriela Coelho.

Diogo Pereira/Bruno Santiago
autoritários nos Sub-19

 

Diogo Pereira e Bruno Santiago conseguiram a primeira medalha de ouro em competições da WEVZA para Portugal. Na final, superaram a dupla alemã Stoob/Reinhardt por 2-1 (14-21, 21-13 e 16-14), depois de terem estado a perder por 0-1 e terem sofrido um pequeno susto com a indisposição momentânea de um dos elementos da dupla.
Obviamente contentes com o primeiro lugar do pódio, Diogo e Bruno confessaram a sua surpresa por terem conseguido superar duplas com uma estatura física claramente superior à sua. Ver declarações aqui.

No último lugar do pódio ficou a dupla germânica Matt Binder/Vincent Freytag, que venceu, por 2-0 (21-15 e 25-16) os portugueses João Nuno Pedrosa e João Alves.
Os representantes da Alemanha mostraram-se contentes com o resultado e com a competição:
"A medalha de bronze é um bom resultado, que não estávamos à espera de conquistar porque, apesar de serem duplas de apenas três países, estão aqui duplas com um nível de jogo já assinalável.
Estamos contentes com o terceiro lugar e também por jogar num sítio tão bonito".

Apesar de não totalmente satisfeitos com o resultado do jogo, os jovens lusitanos nem por isso deixam de fazer um balanço positivo:
"O quarto lugar acabou por ser uma boa prestação, pois somos muito novos, apesar de ficar a sensação de que poderíamos ter feito melhor. Conseguimos atingir as meias-finais, onde defrontámos uma dupla do nosso país, que conhecemos muito bem, e por isso era um jogo que tanto podia dar para um lado como para o outro, mas eles foram mais fortes e venceram, assim como os alemaes neste último jogo, em que acusámos algum cansaço.
Gostamos muito da competição, que apresenta boas duplas, bem como do local da prova e vamos voltar a Macedo no próximo fim-de-semana para disputarmos o Campeonato Nacional".

Em femininos, a dupla alemã Lena Günther/Andrea Harbring levou a melhor (2-0: 21-18 e 21-17) no duelo com as suas compatriotas Leonie Körtzinger/Viktoria Seeber, conotada como a dupla germânica n.º 1.
"Ficamos muito contentes e também surpreendidas com esta medalha de ouro. Tivemos um jogo complicado na final, contra uma dupla mais experiente e, ainda por cima, do nosso país. Alguém tinha de ganhar e ainda bem que fomos nós", salientaram. Ver aqui as declarações

A dupla local Bárbara Freitas / Sara Lourenço tentou dar mais uma alegria ao público português, mas acabou por ceder (0-2) frente a Stubbe-Stam (Holanda), pese embora a recuperação encetada no segundo parcial, que chegou a criar expectativas entre os adeptos.
No final, Bárbara e Sara reconheceram que o 4.º lugar soube a pouco, mas constitui um excelente incentivo para uma dupla promissora apesar de recém-formada.
Ver declarações aqui

No 5.º lugar ficou a dupla portuguesa Júlia Gaspar/Margarida Vasques, que derrotou (2-1) as espanholas Soler e Pérez.

Na cerimónia de entrega de prémios, Carlos Barroso e José Luís Afonso, respectivamente Vice-Presidente e Vereador do Desporto da Câmara Municipal de Macedo de Cavaleiros, Álvaro Lopes, Director da Federação Portuguesa de Voleibol (FPV), e Henrique Gomes, Responsável pelo Departamento de Voleibol de Praia da FPV, entregaram a justa recompensa aos vencedores. .

Nota informativa: A WEVZA, que foi constituída no dia 26 de Setembro de 2013, integra oito países – Portugal, Espanha, Alemanha, Bélgica, Itália, Holanda, França e Suíça – e tem como Presidente o espanhol Agustín Martín Santos, Presidente da Real Federação Espanhola de Voleibol (RFEVB), e como Vice-Presidentes o português Vicente Araújo, Presidente da FPV, e o holandês Hans Nieukerke, Presidente da Federação Holandesa de Voleibol.

O objectivo primordial desta associação zonal é fortalecer e fomentar a organização de actividades desportivas, tanto de Voleibol como de Voleibol de Praia, com especial ênfase nas categorias de formação.

A Confederação Europeia de Voleibol (CEV) conta com seis associações zonais: a WEVZA (Europa Ocidental), a BVA (Balcãs), a EEVZA (Europa de Leste), a MEVZA (Europa Central), a NEVZA (Europa do Norte) e ainda a SCD (Divisão dos Pequenos Países), da qual fazem parte Andorra, Chipre, Ilhas Faroe, Gibraltar, Gronelândia, Islândia, Irlanda, Liechtenstein, Luxemburgo, Malta, Mónaco, Irlanda do Norte, San Marino, Escócia e País de Gales.

Mais informações: www.fpvoleibol.pt/WEVZA / www.facebook.com/fpvoleibol / www.wevza.com

 
PARTILHA ESTE ARTIGO NAS REDES SOCIAIS