31-MAIO-2015
ESLOVÉNIA GARANTE EUROPEU
EM JOGO DRAMÁTICO


A Eslovénia carimbou hoje a passagem à fase final do Europeu 2015 ao conquistar dois sets no 2.º jogo do Play-off da 3.ª Ronda de Qualificação, disputado em Matosinhos. Portugal lutou muito e esteve perto de poder oferecer uma alegria ao incansável público, mas continuou a não conseguir impedir que Mitja Gasparini fosse novamente o homem do jogo, com 26 pontos, 8 dos quais resultantes de serviços directos. A vitória, por 3-2 (20-25, 25-22, 25-19, 23-25 e 15-12), acabou por saber, como é óbvio, a muito pouco e não premiou a exibição.
Em Outubro, na fase final do Europeu, a equipa orientada pelo italiano Andrea Giani vai integrar a Poule C, sediada na cidade búlgara de Varna e composta pelas selecções da Polónia (3.º do Ranking Mundial), Bélgica (20.ª) e Bielorrússia (52.ª).

O início do primeiro set muito equilibrado, com as equipas a equivalerem-se no ataque e... nos serviços falhados, com a Eslovénia a lograr chegar em vantagem ao primeiro tempo técnico (8-7) mercê de um ataque ao segundo toque do distribuidor Dejan Vincic.
Mitja Gasparini voltou a ser decisivo com os seus serviços directos, ao passar um resultado de 13-13 para 16-13, e no ataque, ao aumentar a distância (20-16). A perder por 18-24, Portugal procurou reagir, mas era tarde demais e a Eslovénia selou o triunfo por 25-20.

Confiante, a Eslovénia começou melhor o segundo set (5-3, 10-8), mas dois pontos consecutivos de Hugo Gaspar no ataque permitiram que Portugal saltasse para a frente (12-11). O bom momento da equipa de Hugo Silva desorientou os eslovenos e foi com um erro no ataque de Gasparini que Portugal chegou a vencer à segunda paragem obrigatória (16-14).
Um ponto no ataque de João José e um serviço directo de Alex Ferreira obrigaram Andrea Giani a reunir com os seus jogadores (21-8) e abriram caminho à vitória por 25-22, com um ponto do central Kibinho.

No terceiro set, com Alex Ferreira a servir com grande agressividade e a destroçar a recepção eslovena, Portugal desfez uma igualdade (2-2) e transformou-a numa vantagem de cinco pontos (7-2).
Dois pontos consecutivos de Gaspar no ataque aumentaram a diferença (11-4), mas dois blocos de Pajenk e um serviço directo de Gasparini aproximaram novamente os eslovenos (11-7).
Com um ataque subtil, a aproveitar o bloco contrário, Alex fez o 16-12...
Hugo Gaspar fez o 24-15 com um serviço directo. Os eslovenos reagiram e, com Gasparini no serviço, aproximaram-se, mas acabaria por ser uma falha do número 6 da Eslovénia a dar o triunfo a Portugal: 25-19.

No quarto set, manteve-se o duelo pontual entre Gaspar e Gasparini. O esloveno fez o seu 21.º ponto e colocou a sua equipa em vantagem (4-2).
Os portugueses reagiram (13-10), mas mais um «ás» de Gasparini voltou a colocá-los na luta (14-13).
Novo serviço directo, este de Cebulj, aumentou a contagem (16-14).
A Eslovénia carregou (20-15) e, embora Portugal, apoiado pelo público, tivesse reagido bem (20-21), os eslovenos mostraram-se mais frios e fecharam o parcial com 25-23, carimbando a passagem à final do Europeu.

O quinto set, que já não alterava nada em termos de qualificação caiu para o lado de Portugal: 15-12, resultado selado com um bloco de André Lopes.

O esloveno Mitja Gasparini concretizou 26 pontos oito dos quais através de serviços directos, e foi o melhor pontuador do jogo, enquanto Hugo Gaspar, com 19 pontos, foi o melhor português nesse capítulo.


Hugo Silva, Seleccionador Nacional:
"Voltou a ser a história do costume. Estivemos quase, quase... Mas não podemos deixar tudo para os últimos momentos porque nos arriscamos a não conseguir atingir os nossos objectivos.
Penso que dignificámos o Voleibol português com esta exibição, mas isso não chegou porque a Eslovénia foi mais fria e experiente nos momentos decisivos. Venceu devido, sobretudo, à exibição de um dos seus jogadores e a este nível isso não pode acontecer".

João José, Capitão de Portugal:
"Desilusão é uma palavra muito forte, pois a equipa está de parabéns pelo trabalho que fez.
Hoje, fizemos tudo para passar, jogámos bem e dentro daquilo que tínhamos planeado, mas acabámos por ser penalizados pelo resultado (0-3) que trouxemos da Eslovénia.
Estamos a melhorar e a jogar mais entrosados como equipa". [Ver vídeo]

Andrea Giani, Treinador da Eslovénia:
"Estou feliz, como é óbvio. O meu maior medo era que não jogássemos como equipa e fizéssemos valer apenas individualidades, mas o colectivo prevaleceu após o terceiro set e isso garantiu-nos um lugar no Campeonato da Europa".

Mitja Gasparini, oposto da Eslovénia:
"Não podíamos estar mais satisfeitos com a nossa prestação. Foram dois jogos extremamente difíceis contra Portugal. Esteve tudo muito complicado, principalmente no início do quarto set, que era crucial para nós, mas concentrámo-nos e alcançámos o nosso principal objectivo, que era a presença no Europeu".

Agora, a Selecção Nacional de Seniores Masculino muda-se de armas e bagagens para outra competção (Liga Mundial) e para outras paragens. Transfere o seu quartel-general para a a Póvoa de Varzim e, na quarta-feira (7h30), viaja para Vaasa, onde vai defrontar a Finlândia na 2.ª jornada da Poule E da 26.ª edição da Liga Mundial.

Mais informações: www.facebook.com/fpvoleibol / www.cev.lu

 
PARTILHA ESTE ARTIGO NAS REDES SOCIAIS