Federação Portuguesa de Voleibol - Notícias

17-MAIO-2015
TER O PÁSSARO NA MÃO...


A Selecção Nacional de Seniores Masculinos somou hoje o seu primeiro ponto na 26.ª edição da Liga Mundial ao perder, por 2-3 (25-17, 18-25, 26-24, 21-25 e  12-15), com a Holanda, no segundo jogo da Poule E da Fase Intercontinental.
Um ponto que soube a (muito) pouco e que tem um travo amargo, já que a equipa orientada por Hugo Silva poderia ter fechado o jogo a seu favor no quarto set. O nervosismo evidenciado pelos portugueses nos dois últimos sets, que originou erros pouco habituais, constituiram o tónico que forneceu a dose de força e confiança necessárias para a Holanda crescer e selar o (precioso) triunfo. 

Amanhã, a Selecção Nacional segue para a Espanha, onde irá disputar dois jogos-treino com a sua congénere espanhola, no decorrer do estágio que efectuará em Madrid, viajando, no dia 22 de Maio, da capital espanhola para a cidade eslovena de Maribor, onde tem agendado, no dia 24 de Maio, o primeiro dos dois jogos com a velha conhecida Eslovénia – o segundo disputa-se no dia 31 de Maio em Matosinhos –, momentos decisivos para assegurar uma presença no Campeonato da Europa de 2015. [Jogos em directo em www.laola1.tv]

Até ao dia 1 de Junho, a Selecção Nacional ficará alojada no Hotel Holiday Inn Express Porto, na zona da Exponor, Matosinhos, e efectuará as sessões de treinos bidiárias no Centro de Desportos e Congressos de Matosinhos, palco dos jogos com a Holanda (Liga Mundial) e a Eslovénia Europeu).

A partir de Junho, os portugueses mudam o seu quartel-general para a Póvoa de Varzim, ficando alojados no Axis Vermar Conference & Beach Hotel.
Os treinos decorrerão, então, no Pavilhão Desportivo Municipal da Póvoa de Varzim.

O primeiro set arrancou sob o signo do equilibrio, com Portugal a conseguir chegar em vantagem ao primeiro tempo técnico (8-7), malgrado a eficácia do bloco da equipa orientada por Gido Vermeulen.
Dois pontos de Nimir (ataque ao 1.º toque e bloco) deram vantagem à Holanda (13-12), mas Portugal, apoiado pelo entusiástico público, igualou e passou para a frente através de um ataque de Hugo Gaspar.
Um serviço directo de Miguel Tavares Rodrigues (15-13) originou o toque a reunir por parte do treinador holandês, mas um ataque de Hugo Gaspar, que tocou no bloco antes de cair fora dos limites do campo, robusteceu a  vantagem (16-13).
Outro serviço directo, desta vez de Alex Ferreira, voltou a obrigar Gido Vermeulen a parar o jogo (18-14).
Hugo Gaspar manteve a distância (19-15) e Fabrício Silva (Kibinho) aumentou-a, com a Holanda a cometer erros que denunciavam a sua desorientação (22-16).
Coube a um explosivo André Lopes fechar, com dois serviços, um set quase perfeito: 25-17.

No segundo set, o bloco holandês voltou a gerar pontos (7-3), mas a visão de jogo de Miguel Rodrigues (com dois pontos ao segundo toque) e os ataques de Gaspar e João José possibilitaram a aproximação dos portugueses (7-8).
A Holanda voltou a descolar (11-8), mas dois pontos de André Lopes equilibraram novamente (11-10).
Um serviço directo de Kooy, um bloco e novo «às» do n.º 11 holandês deram à Holanda uma preciosa vantagem (16-12).
Hugo Silva tentou travar o ascendente holandês, primeiro com algumas mudanças no seis português e, depois, com um pedido de tempo (20-14), mas um serviço directo de Bontje (23-16) mostrou que os holandeses não abririam a mão da vitória: 25-18, com um bloco de Koelewijn.

No terceiro set, o 11.º ponto da conta pessoal de Gaspar manteve o equilíbrio inicial (4-4), embora os visitantes lograssem chegar na frente à primeira paragem obrigatória (8-6).
Um bloco de Kay van Dijk (2,14 metros) fez fugir os holandeses (11-7), mas os portugueses depressa recuperaram terreno (9-11).
Dois pontos consecutivos de Kooy (ataque e serviço) fizeram tocar o alarme (14-10), mas a conversa do treinador português com os seus pupilos não surtiu efeitos visíveis (12-18).
Portugal reagiu na recta final do parcial (19-21). Três pontos consecutivos de Alex, um no ataque e dois no bloco, deram a igualdade a Portugal (22-22) e levaram o público ao rubro.
Novo ponto de Alex e nova igualdade (24-24). Gaspar fez o 25-24 e o pavilhão quase veio abaixo. Desorientdo, Kooy fechou o set com um ataque para fora: 26-24.

No quarto set, a Holanda deu um passo em frente (3-1, 4-2), mas um serviço directo de Miguel igualou a contenda e um ataque de João José deu a vantagem a Portugal (6-5).
Um bloco de André Lopes e um ataque de Gaspar aumentaram a vantagem para a equipa de Hugo Silva (9-6).
André Lopes recebeu e atacou (11-8), mas a Holanda recuperou por Kooy (10-11).
O duelo de artilheiros entre Gaspar e Kooy ora pendia para um lado ora para outro e o resultado mantinha-se equilibrado (14-14), com um serviço directo de Kay van Dijk.
Este jogador ofereceria a vantagem aos holandeses logo em seguida, com um ataque de segunda linha (15-14). Um serviço desperdiçado pelos portugueses deu a magra vantagem de um ponto à Holanda no segundo tempo técnico (16-15).
Um ataque explosivo de Kooy... para fora fez sorrir os portugueses (18-17). Contudo, o n.º 11 holandês redimiu-se pouco depois ao travar um ataque de Portugal (19-18).
Um serviço feliz de Nimir aumentou o pecúlio holandês (20-18).
Alex igualou (20-20), mas, inexplicavelmente, os portugueses desorientaram-se e perderam quatro pontos consecutivos (20-24). Alex amenizou, mas Kay van Dijk fechou a contagem a favor dos holandeses: 25-21.

Entrada fulgurante da Holanda no quinto e último parcial (6-1), a aproveitar os erros de Portugal.
Um ataque do distribuidor Nimir aumentou ainda mais as dificuldades (8-2).
Portugal reagiu (4-8), mas Nimir, com um toque subtil fez o 10-4. Foi o canto do cisne para os portugueses, que viram o seu adversário consolidar o triunfo: 15-12, pese embora a recuperação de quatro pontos dos portugueses (6-13 para 10-13) e de dois pontos numa altura crítica (10-14 para 12-14).

Dick Kooy, com 25 pontos, e Hugo Gaspar, com 24, foram os melhores pontuadores do jogo.

Hugo Silva: "Esta parte final fez lembrar o jogo de ontem, pois cometemos muitos erros. Isso deu confiança à equipa da Holanda e intranquilizou a nossa. Foi pena o quarto set, pois podíamos ter feito logo o 3-1, mas melhorámos do jogo de ontem para o de hoje, rectificámos algumas falhas e isso é um bom princípio e mostra que a equipa tem margem de crescimento. O pouco tempo que tivemos para trabalhar foi bem utilizado.
Agora, o estágio em Espanha servirá para ultimar a preparação com vista ao nosso principal objectivo, que é o jogo com a Eslovénia e o apuramento para o Europeu". [Ver vídeo]

André Lopes: "Conseguimos corrigir algumas coisas que falharam ontem, nomeadamente a recepção, o que é sempre complicado frente a uma equipa tão poderosa no serviço. De qualquer forma, penso que a nossa equipa está de parabéns pois deu tudo o que tinha em campo.
Agora, vamos focar-nos exclusivamente nos jogos com a Eslovénia pois queremos concretizar o objectivo de voltarmos a participar numa final do Campeonato da Europa". [Ver vídeo]

Gido Vermeulen: "Não estamos totalmente satisfeitos com a nossa exibição pois cometemos muitos erros, sobretudo no terceiro set, no qual estávamos a vencer (24-23) e acabámos por deixar fugir a vitória.
Quando estamos a jogar fora isso acontece, porque a equipa da casa galvaniza-se com o apoio do seu público, mas soubemos lidar com essa situação e somar mais um triunfo".

Kay van Dijk foi o jogador que fechou o 5.º set e o jogo: "Esta foi uma vitória mais saborosa do que a de ontem porque tivemos de lutar muito para vencer". 

Jogos

Data

Horas locais

Local

País

Pavilhão

POR-NED

16/05

15:00

Matosinhos

Portugal

CDC Matosinhos

POR-NED

17/05

15:00

Matosinhos

Portugal

CDC Matosinhos

FIN-BEL

23/05

17:00

Tampere

Finlândia

Tampere Ice Hall

FIN-BEL

24/05

17:00

Tampere

Finlândia

Tampere Ice Hall

BEL-FIN

30/05

20:00

Kortrijk

Bélgica

Lange Munte

BEL-FIN

31/05

16:00

Kortrijk

Bélgica

Lange Munte

NED-BEL

06/06

17:00

S-Hertogenbosch

Holanda

De Maaspoort

NED-BEL

07/06

15:00

S-Hertogenbosch

Holanda

De Maaspoort

FIN-POR

05/06

18:30

Vaasa

Finlândia

Vaasa Ice Hall

FIN-POR

06/06

18:30

Vaasa

Finlândia

Vaasa Ice Hall

NED-FIN

13/06

17:00

S-Hertogenbosch

Holanda

De Maaspoort

NED-FIN

14/06

15:00

S-Hertogenbosch

Holanda

De Maaspoort

BEL-POR

12/06

20:00

Luik

Bélgica

Country Hall

BEL-POR

14/06

16:00

Luik

Bélgica

Country Hall

NED-POR

19/06

19:00

Groningen

Holanda

Martiniplaza

NED-POR

20/06

17:00

Groningen

Holanda

Martiniplaza

FIN-NED

26/06

18:30

Vantaa

Finlândia

Energia Areena

FIN-NED

27/06

17:00

Vantaa

Finlândia

Energia Areena

POR-BEL

27/06

17:00

P. Varzim

Portugal

Municipal P. Varzim

POR-BEL

28/06

17:00

P. Varzim

Portugal

Municipal P. Varzim

BEL-NED

03/07

20:00

Antuérpia

Bélgica

Lotto Arena

BEL-NED

04/07

20:00

Antuérpia

Bélgica

Lotto Arena

POR-FIN

04/07

17:00

P. Varzim

Portugal

Municipal P. Varzim

POR-FIN

05/07

17:00

P. Varzim

Portugal

Municipal P. Varzim

Grupo 2

Poule C

Poule D

Poule E

Bulgária

França

Bélgica

Cuba

Japão

PORTUGAL

Canadá

Coreia do Sul

Finlândia

Argentina

República Checa

Holanda

Mais informações: www.fivb.org / www.cev.lu

 
PARTILHA ESTE ARTIGO NAS REDES SOCIAIS