16-MAIO-2015
HOLANDESES COM SERVIÇO DE QUALIDADE


Os protagonistas do Portugal x Holanda que se disputou hoje em Matosinhos estão de acordo. A diferença principal entre as duas equipas e que ditou a vitória da equipa de Gido Vermeulen por 3-1 (20-25, 25-23, 25-21 e 25-20) esteve no serviço. Efectuado com eficácia pelos holandeses e com menos pontaria pelos portugueses.

Satisfeito pela forma como os seus jogadores actuaram, o Seleccionador da Holanda vai procurar fazer ainda melhor no jogo de amanhã, a disputar novamente pelas 15h00 no Centro de Desportos e Congressos de Matosinhos e a contar para a jornada inaugural da Poule E da Liga Mundial 2015.

"É bom somar vitórias às boas exibições, pelo que vamos rectificar alguns pormenores e tentar vencer novamente", promete.
Do lado contrário vai estar um Portugal "necessariamente diferente" para se poder "bater de igual para igual" com os holandeses. Esse é o desejo de Hugo Silva e da equipa lusa, que querem ver "rectificada a menor eficácia do serviço" dos seus jogadores.

Os holandeses apresentaram-se em campo com um seis teoricamente mais forte do que aquele que foi titular na edição do ano passado, sobretudo devido aos regressos do experiente Johannes Bontje, do artilheiro Niels Klapwijk e do gigante (2,14 metros) Kay van Dijk.
Por seu turno, Portugal apresentou o jovem João Oliveira e o estreante Fabrício Silva (Kibinho) no seis inicial e a verdade é que a formação oreintada por Hugo Silva conseguiu construir uma pequena vantagem que lhe permitiu a liderança no marcador em pontos-chave do jogo: 8-6, por Alexandre Ferreira, e 16-14, por Hugo Gaspar.
Um serviço poderosissimo de Alex e mal recepcionado, logo seguido de um serviço directo do zona 4, impulsionaram Portugal (18-14).
João José tratou de manter a vantagem (19-15).
Um ataque para fora de Dick Kooy enervou ainda mais os holandeses (20-15), que, contudo, não baixaram os braços.
Um serviço de Nimir Aziz aproximou a equipa de Gido Vermeulen (20-17), porém, Alex respondeu com um ataque desferido desde a zona defensiva (21-17). Hugo Gaspar fez o 23-19, mas Jeroen Rauwerdink travou, com dois blocos, a caminhada para a vitória (23-22).
Os holandeses não desistiam e um ataque de Kooy igualou (23-23)...
O público fez-se ouvir ainda mais alto no incentivo aos locais e Alex e João José responderam instantaneamente, selando o set com um triunfo suado mas justo por 25-23.

Os holandeses entraram muito determinados e bem mais eficazes no segundo set e cedo se distanciaram no marcador, atingindo o primeiro tempo técnico com uma vantagem folgada (8-4), mercê de um ataque de Bontje.
Miguel Tavares Rodrigues reduziu, com um ataque subtil ao segundo toque (6-9). João Oliveira aproximou ainda mais Portugal (10-12 e 11-13), mas um remate de Rauwerdink e duas faltas consecutivas no ataque por parte dos portugueses deixaram fugir os forasteiros (16-11).
Jasper Diefenbach fez o 18-12 e tudo se complicou ainda mais. Kooy, com um ataque de segunda linha, abriu as portas ao triunfo (21-14).
Dois serviços cirúrgicos de Tiago Violas, bem secundados pelo bloco luso, possibilitaram um par de pontos a Portugal (22-18). Um ataque de Alex, desde a zona defensiva, empolgou o público (19-23), mas Portugal arriscou... e perdeu no serviço, colocando a Holanda a um mero ponto da vitória, que acabaria por ser selada pouco depois por Rauwerdink: 25-20.

No terceiro parcial, a Holanda parecia apostada em voltar a tomar em mãos as rédeas do jogo (6-3), mas Portugal reagiu e um serviço directo de Hugo Gaspar equilibrou as forças (7-7).
Novo pressing dos holandeses, com o libero Gijs Jorna a conseguir pontuar... distanciou os holandeses (10-7). André Lopes, com um «ás», procurou manter os portugueses na luta (9-10). Um bloco de João José a Nimir e um ataque para fora de Kooy igualaram a contenda (12-12).
Numa verdadeira jogada de nervos, Gaspar mostrou-se mais lúcido e fez o 13-12, mas os holandeses lograram atingir a segunda paragem obrigatória em vantagem (16-14).
Hugo Gaspar reaproximou, mas Kooy respondeu à altura com três pontos consecutivos (20-16)...
Três pontos consecutivos, mas de André Lopes (19-21), obrigaram Gido Vermeulen a reunir com os seus jogadores.
A visão de jogo do distribuidor Nimir (23-20) fez a diferença e o bloco triplo da Holanda fez o resto (24-20), cabendo a Portugal, com um serviço falhado, selar a sentença do set a favor do seu adversário: 25-21.

Novamente a Holanda a entrar melhor no set (4-2), mas Portugal a conseguir recuperar, com um serviço indefensável de André Lopes (5-5).
Um bloco de Diefenbach voltou salientar a superioridade das torres holandesas na defesa alta (9-6), mas os portugueses mudaram de estratégia e igualaram com um serviço directo de Alex (10-10).
Em resposta, Rauwerdink, com um serviço directo, deu uma vantagem de três pontos à Holanda, que ainda avolumou a diferença à passagem do segundo tempo técnico (16-12).
Um serviço directo de Van Dijk tornou tudo mais difícil para Portugal (12-17). Nimir, com um bloco individual, tornou evidentes as dificuldades do ataque português, mas Marco Ferreira conseguiu reaproximar os lusitanos (15-18 e 18-21).
Contudo, os holandeses não queriam deixar fugir a vitória e Kooy e Kay van Dijk, bem coadjuvados pelo bloco dos seus companheiros de equipa, tornaram realidade o primeiro triunfo da Holanda na 26.ª edição da Liga Mundial.

Hugo Gaspar e o holandês Dick Kooy, ambos com 14 pontos, foram os melhores pontuadores do jogo.

No final, Hugo Silva, Seleccionador Nacional, reconheceu:
"A diferença esteve no serviço. O nosso adversário serviu bem. Às vezes, parecia que estavam a atacar da linha dos nove metros e isso colocou-nos muitas dificuldades na recepção e impediu um sideout mais eficaz da nossa parte, enquanto nós não conseguimos pressionar como queríamos no serviço.
Vamos analisar o que falhou e, de alguma forma, tentar rectificar os erros, sobretudo a irresponsabilidade demonstrada pelo nosso serviço.
Temos de dar mérito à Holanda, que tem jogadores muito evoluídos tecnicamente, com uma estatura elevadíssima e um serviço potente. É isso que temos de enfrentar novamente amanhã: temos de travar esse serviço e dar uma resposta eficaz com as nossas armas". [Ver vídeo]

Foi uma estreia "complicada" para o central Fabrício Silva (Kibinho):
"A Holanda é muito forte e nós temos uma equipa que está ainda em formação, mas, se conseguirmos rectificar alguns erros que cometemos hoje, sobretudo na recepção e no serviço, podemos jogar de igual para igual e mesmo conseguir uma boa vitória amanhã". [Ver vídeo]

Obviamente mais satisfeito estava Gido Vermeulen, Treinador da Holanda:
"Estou muito contente com a vitória, sobretudo por ver a forma como os jogadores se adaptaram tão bem ao nosso sistema de jogo. Creio que tivemos momentos do jogo em que praticámos um excelente Voleibol e é sempre bom começar a somar vitórias logo nos primeiros jogos".

Nimir Aziz, distribuidor da Holanda, concordou:
"Estou muito satisfeito por entrar a vencer na competição. Hoje jogámos muito melhor do que
contra a Estónia, nos jogos de preparação. Melhorámos muito e, embora sabendo que amanhã o jogo vai ser diferente porque Portugal vai surgir de outra forma, queremos vencer outra vez".

Contactos

Pavilhão
CDC Matosinhos
Telefone: (+351) 22 936 40 90 / Fax (+351) 22 936 40 91

Hotel
Hotel Holiday Inn Express Porto
Telefone: (+351) 229 995 400 / Fax: (+351) 229 964 375

Nota: Os pedidos de acreditação dos jornalistas devem ser feitos online em http://www.fivb.org/EN/Media/accreditation.asp
(se for a primeira vez) ou
http://www.fivb.org/vis2009

Jogos

Data

Horas locais

Local

País

Pavilhão

POR-NED

16/05

15:00

Matosinhos

Portugal

CDC Matosinhos

POR-NED

17/05

15:00

Matosinhos

Portugal

CDC Matosinhos

FIN-BEL

23/05

17:00

Tampere

Finlândia

Tampere Ice Hall

FIN-BEL

24/05

17:00

Tampere

Finlândia

Tampere Ice Hall

BEL-FIN

30/05

20:00

Kortrijk

Bélgica

Lange Munte

BEL-FIN

31/05

16:00

Kortrijk

Bélgica

Lange Munte

NED-BEL

06/06

17:00

S-Hertogenbosch

Holanda

De Maaspoort

NED-BEL

07/06

15:00

S-Hertogenbosch

Holanda

De Maaspoort

FIN-POR

05/06

18:30

Vaasa

Finlândia

Vaasa Ice Hall

FIN-POR

06/06

18:30

Vaasa

Finlândia

Vaasa Ice Hall

NED-FIN

13/06

17:00

S-Hertogenbosch

Holanda

De Maaspoort

NED-FIN

14/06

15:00

S-Hertogenbosch

Holanda

De Maaspoort

BEL-POR

12/06

20:00

Luik

Bélgica

Country Hall

BEL-POR

14/06

16:00

Luik

Bélgica

Country Hall

NED-POR

19/06

19:00

Groningen

Holanda

Martiniplaza

NED-POR

20/06

17:00

Groningen

Holanda

Martiniplaza

FIN-NED

26/06

18:30

Vantaa

Finlândia

Energia Areena

FIN-NED

27/06

17:00

Vantaa

Finlândia

Energia Areena

POR-BEL

27/06

17:00

P. Varzim

Portugal

Municipal P. Varzim

POR-BEL

28/06

17:00

P. Varzim

Portugal

Municipal P. Varzim

BEL-NED

03/07

20:00

Antuérpia

Bélgica

Lotto Arena

BEL-NED

04/07

20:00

Antuérpia

Bélgica

Lotto Arena

POR-FIN

04/07

17:00

P. Varzim

Portugal

Municipal P. Varzim

POR-FIN

05/07

17:00

P. Varzim

Portugal

Municipal P. Varzim

Grupo 2

Poule C

Poule D

Poule E

Bulgária

França

Bélgica

Cuba

Japão

PORTUGAL

Canadá

Coreia do Sul

Finlândia

Argentina

República Checa

Holanda

Mais informações: www.fivb.org / www.cev.lu

 
PARTILHA ESTE ARTIGO NAS REDES SOCIAIS