23-ABRIL-2014
EUROPEU DE JUNIORES: "O APOIO
DO PÚBLICO SERÁ FUNDAMENTAL"
 


A Selecção Nacional de Juniores Masculinos vai disputar, de 25 a 27 de Abril, na Maia, Cidade Europeia do Desporto, a Poule E da 2.ª Ronda de Apuramento para o Campeonato da Europa da categoria, uma competição organizada no pavilhão do Castêlo da Maia GC pela Federação Portuguesa de Voleibol (FPV) e pela Câmara Municipal da Maia (CMM), com a colaboração do Castêlo da Maia GC.

Os portugueses defrontam (19h30) os suecos no 1.º dia de competição.
Face a adversários do gabarito da Bélgica ou da França, países tradicionalmente fortes nas camadas jovens e que são, respectivamente, 5.º e 9.º classificados no Ranking da CEV, as selecções de Portugal (17.º) e da Suécia (29.º) aparecem um pouco como outsiders na Poule E de Qualificação para o Europeu de Sub-20, a disputar, de sexta-feira e até domingo, na Maia, Cidade Europeia do Desporto 2014. [Ver Jogos]

Contudo, frente aos nórdicos e a jogar em casa, perante o público maiato, no Pavilhão do Castêlo da Maia GC, clube onde treinam e jogam alguns dos seus jogadores, a selecção orientada por António Guerra reúne alguma dose de favoritismo, situação que pretende ver vincada no campo.

António Guerra está consciente das dificuldades que os seus pupilos vão enfrentar:
“A Suécia é uma equipa organizada. Já pudemos assistir a alguns vídeos de jogos dos suecos e é uma equipa difícil.
Não é uma equipa com um nível de jogo muito evoluído, mas tem dois pontas [zonas 4] muito fortes, por onde passa a maior parte do jogo ofensivo da equipa.
Para nós, também vai ser um jogo com algum nervosismo. Estamos a tentar tirar pressão dos jogadores, mas nota-se já uma certa ansiedade em entrar em jogo, ao que não é alheio o facto de jogarmos em casa, que tem sempre efeitos positivos mas também alguns negativos.
Será uma batalha, na qual temos de entrar para ganhar.
Para isso, teremos de jogar muito rápido. Nós somos mais rápidos do que eles e mais organizados a jogar e se impusermos o nosso ritmo de jogo, ganhamos de certeza. Se não conseguirmos, vai vencer quem tiver uma atitude mental mais forte nos momentos decisivos”.

França e Bélgica medem forças no jogo inaugural da Poule E.
Um jogo muito importante, já que o vencedor ganhará, desde logo, vantagem sobre o seu concorrente mais directo.
Na Poule de Qualificação para o último Campeonato do Mundo, os gauleses levaram a melhor sobre os belgas (3-2), terminando o torneio só com vitórias e, posteriormente, classificando-se num honroso 4.º lugar no Mundial de Sub-21, na Turquia.
Agora, os belgas têm a possibilidade de se desforrarem...

Sobre este jogo inaugural, o treinador português é peremptório:
“Estamos ansiosos por assistir a esse jogo. Vai ser certamente um bom espectáculo e poderá ajudar-nos a ficar com uma ideia do que poderemos contar nos jogos de sábado e de domingo. Já vimos os vídeos das duas selecções e é evidente que são duas equipas extremamente compactas. Não penso que tenham um nível de jogo muito acima do nosso, têm até um modelo de jogo muito parecido com o nosso, mas são mais compactas, mais consistentes, cometem menos erros e têm claramente mais volume de jogo.
Temos de jogar a arriscar muito. Se jogarmos no risco, no serviço e na recepção, e conseguirmos impor o nosso ritmo, vamos bater-nos com eles.
Esta selecção francesa é diferente daquela que defrontámos na Poule de Qualificação para o Mundial, está renovada e parece-me bem mais forte, com maior dimensão física e mais velocidade de jogo.
A Bélgica é já nossa conhecida. Tem um nível de jogo complexo e muito moderno. É uma equipa muito bem preparada, de grande nível”.

Por isso, terá de entrar em campo outro factor:
“O apoio do público será fundamental. Os nossos jogadores estão extremamente motivados. Sentimos muito interesse à volta da competição, temos tido algumas dezenas de pessoas a assistirem aos treinos, e será bom para eles começarem a sentir já alguma pressão, pois isso é muito importante para a sua formação como jogadores”.

Bernardo Martins é o Capitão da Selecção Nacional e jogador do Castêlo da Maia GC e considera que “o facto de jogarmos em casa irá reforçar o nosso ânimo e a nossa vontade de darmos o nosso melhor. É muito importante os jogos de qualificação serem disputados aqui na Maia, porque há muitos atletas na Selecção Nacional que são daqui da região, e creio que esse factor poderá atrair ainda mais público”.

A selecção orientada por António Guerra começa por defrontar a Suécia (dia 25, às 19h30), seguindo-se a França (dia 26, às 17h30) e a Bélgica (dia 27, às 17h30).
Os jogos poderão ser seguidos através do sistema de live streaming.

2.ª Ronda - Poule E

Maia – 25 a 27 de Abril de 2014
Dia Hora Jogo Árbitros
25-Abr 17h00 França x Bélgica O. Satanassi (Itália)
L. Globacnik (Eslovénia)
S. Stanisic (Suíça)
M. Till (Alemanha)
25-Abr 19h30 Portugal x Suécia
26-Abr 15h00 Bélgica x Suécia
26-Abr 17h30 França x Portugal
27-Abr 15h00 Suécia x França
27-Abr 17h30 Bélgica x Portugal
 

2.ª Ronda de Qualificação

Poule A [Estónia] – Letónia, Estónia, Rússia e Israel
Poule B [Itália] – Áustria, Polónia, Itália e Ucrânia
Poule C [Roménia] – Dinamarca, Espanha, Roménia e Noruega
Poule D [Hungria] – Sérvia, Hungria, Finlândia e Eslovénia
Poule E [Portugal] – Bélgica, Portugal, França e Suécia
Poule F [Bulgária] – Grécia, Bulgária, Holanda e Inglaterra
Poule G [Turquia] – Croácia, Alemanha, Montenegro e Turquia

O 1.º classificado de cada uma das poules da 2.ª ronda passa directamente à Fase Final, os segundos classificados e o melhor 3.º classificado de todas as poules apuram-se para a 3.ª Ronda.
Os vencedores das sete poules de qualificação apuram-se para a fase final, que será disputada em Brno (República Checa) e Nitra (Eslováquia).

Mais informações: www.cev.lu

 
PARTILHA ESTE ARTIGO NAS REDES SOCIAIS