Previous Page  12 / 58 Next Page
Information
Show Menu
Previous Page 12 / 58 Next Page
Page Background

TÉCNICAS DO TREINADOR – MANUAL DOS CURSOS DE GRAU I E II

11

- Os lançamentos de bola para passe e para ataque, apesar de se regerem por

princípios semelhantes, diferem entre si em alguns aspectos. Enquanto no

lançamento para passe, o treinador não deve indicar nem o tipo , nem o local de

lançamento, já no lançamento para ataque, salvo situações muito específicas, o

tipo de lançamento e o local para onde vai ser efectuado o passe devem ser

combinado previamente ou solicitado pelo próprio atacante, no caso de jogadores

mais experientes, níveis de jogo mais evoluídos ou se a situação de aprendizagem

assim o exige.

- O lançamento para passe poderá ser efectuado com uma intensidade igual ou

superior à de jogo. Já o lançamento para ataque tem de ser o mais real possível,

pela evidente necessidade de acerto espaço e temporal entre estas duas acções de

treino e de jogo.

- Os lançamentos para passe ou para ataque, em termos gerais, perseguem, no

mínimo, um de três objectivos fundamentais: dar volume à técnica que se pretende

treinar, elevar o volume de treino de um determinado jogador numa situação muito

específica de jogo ou reforçar o treino de partes da organização colectiva de uma

equipa.

1.4.2. No batimento para recepção (serviço) e para bloco e defesa (ataque)

- Para bater a bola, o treinador deve posicionar-se no prolongamento das zonas de

serviço ou de ataque e os lançamentos devem ser efectuados de diferentes locais

do campo.

- Deverá bater a bola a toda a largura e a diferentes distâncias da rede em todas as

zonas de serviço e de ataque.

- Os batimentos devem ser efectuados à mesma altura que em jogo e com

trajectórias iguais às de ataque e de serviço. É nestas situações que os meios

auxiliares de treino (caixas para batimento, treinadores com um bom controlo de

bola e máquinas de bolas) assumem uma importância decisiva porque permitem

conferir especificidade ao treino.

- O batimento deverá ser efectuado com uma intensidade igual ou superior à de

jogo, salvo situações específicas de aprendizagem em que a intensidade tem de ser

diminuída de acordo com a capacidade de aprendizagem dos jogadores. Para

aumentar a intensidade e controlo do batimento, é habitual: efectuar os batimentos